quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Rio 2016 - Colômbia bate Nigéria e empate elimina Iraque e África do Sul

A Colômbia venceu a Nigéria e garantiu sua vaga nas quartas de final

Uma noite fria de quarta-feira em São Paulo para dois grandes jogos pela última rodada da fase de grupos do Torneio Olímpico de Futebol Masculino. Na Arena Corinthians, a Nigéria, que já estava classificada para as quartas de final, foi derrotada pela Colômbia por 2 a 0, também garantida na próxima etapa. No jogo de fundo, África do Sul e Iraque ficaram no empate em 1 a 1 e ambos 'morreram' abraçados na competição.

Nesta saga de futebol olímpico de O Curioso do Futebol, pela primeira vez acompanhamos jogos da modalidade pelo masculino. A expectativa de duas boas partidas era grande, pois das quatro equipes que entrariam em campo na noite, três brigavam por vaga na próxima fase e uma, a Nigéria, já estava classificada. E os times não decepcionaram.

Colombiano tenta passar pelo nigeriano

Colombianos e nigerianos entraram em campo e foram saudados por suas torcidas, que marcaram presença em bom número. Já os brasileiros, em sua maioria, torciam para a equipe de camisa verde. Aliás, os dois times tinham jogadores conhecidos do público local: a Colômbia conta com Téo Gutierrez e o ex-sãopaulino Pabón. Já o camisa 10 e capitão da Nigéria é o experiente meia Obi Mikel.

Precisando do resultado, a Seleção Cafeeira partiu para cima dos africanos, buscando os gols que lhe dariam a classificação. Já a Nigéria, com o primeiro lugar do Grupo B já garantido, jogava para o gasto e pouco assustava o gol defendido por Bonilla. Aliás, logo aos 4 minutos, a Colômbia abriu o marcador: bola enfiada na área e Téo Gutierrez mostrou o porque é considerado um jogador perigoso.

Ao fim do primeiro jogo, 2 a 0 para a Colômbia

Os colombianos continuou em cima, tentando aumentar o marcador para garantir de vez sua passagem para a segunda fase da competição. Porém, apesar de tanta insistência, o primeiro tempo terminou com o placar de 1 a 0 para a Colômbia.

A segunda etapa foi muito parecida com a primeira, com a equipe de camisa amarela dominando as ações. A diferença é que o gol demorou um pouco mais para sair: aos 17 minutos, Preciado invadiu a área e foi derrubado. Pênalti! Pabón foi para a cobrança e bateu forte, sem chances para Akpeyi, fazendo 2 a 0 para a Colômbia.

Iraque e África do Sul tinham chances de classificação

Após o segundo tento, os colombianos diminuíram o ritmo, já que o resultado garantia a passagem da equipe para a segunda fase do Torneio Olímpico. As Águias também não forçou muito e o placar não foi mais alterado. Final do primeiro jogo: Colômbia 2, Nigéria 0.

Na segunda partida do dia, um embate que poderia influenciar na classificação do Brasil para as quartas de final: Iraque e África do Sul, os dois times que conseguiram segurar a Seleção Canarinho. Os iraquianos chegaram no último jogo com dois pontos e uma vitória garantia a passagem para a próxima fase. Já os sul-africanos, apesar de estarem apenas com um ponto, também tinham chances.

Defesa da África do Sul afasta o perigo

O fato de ambas as equipes estarem na briga deixou o jogo emocionante e bem movimentado, com os jogadores procurando sempre o gol. O Iraque mostrou ter um time mais arrumado, porém foi a África do Sul que abriu o marcador com Motupa, aos 6 minutos. Como Brasil e Dinamarca empatavam em 0 a 0, os sul-africanos estavam se classificando e a Seleção Brasileira ficava de fora.

Mas, como o Iraque jogava melhor, logo chegou ao gol de empate: em escanteio cobrado pela direita por Adnan, aos 14 minutos, Saad Muaibi subiu mais que todo mundo e cabeceou com força, sem chances para o goleiro Khune. O gol, naquele momento, botava os iraquianos na segunda fase e desclassificava o Brasil.

Tentativa de drible do jogador sul-africano

Porém, a Seleção Canarinho começou a fazer os gols que precisava para a classificação contra a Dinamarca, na Fonte Nova, e o empate não servia nem para Iraque e nem para a África do Sul. O jogo ficou ainda mais aberto, mas com o Iraque tendo muito mais volume de jogo e chances e os sul-africanos tentando algo nos contra-ataques.

O Iraque tem mais a lamentar, já que cansou de perder chances: foram três bolas na trave, além de três chances na pequena área em que a bola foi para fora. A torcida brasileira, que foi abandonando o estádio aos poucos, torceu pelos iraquianos.

Vídeo com momentos dos dois jogos

Pela televisão, assistimos aos dois jogos da Dinamarca. Tanto no empate contra o Iraque, em 0 a 0, como na vitória contra a África do Sul, por 1 a 0, os dinamarqueses não mostraram um grande futebol e tiveram um menor volume de jogo, mesmo em seu triunfo. Por isso, arrisco a dizer: foi uma pena o Iraque ter ficado de fora da segunda fase.

E assim terminou a primeira fase do futebol nos Jogos Olímpicos. Mas a saga de O Curioso do Futebol nos jogos da modalidade ainda não terminou. Até a próxima!
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações