quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Canadá vence e Alemanha goleia pelo Grupo F do Futebol Feminino Olímpico

O Canadá abriu o placar com 13 segundos de jogo

Apesar de a Abertura Oficial dos Jogos Olímpicos Rio 2016 ser apenas na sexta-feira, dia 5, nesta quarta, dia 3, tivemos a primeira rodada do Torneio de Futebol Feminino do maior evento esportivo do mundo. A equipe de O Curioso do Futebol esteve presente na rodada dupla realizada na Arena Corinthians, em São Paulo, e acompanhou a boa vitória do Canadá sobre a Austrália, por 2 a 0, e o 'panzer' das alemãs para cima do Zimbabwe, com sonoros 6 a 1.

A ansiedade era muito grande para esta primeira rodada. Por isso, todos os colaboradores do site aguardavam a chegada deste momento. O quórum entre amigos que são fãs de futebol era grande, pois nenhum deles queria perder esta oportunidade, ainda mais vendo duas boas seleções jogando contra, Canadá e Austrália, e a favorita Alemanha enfrentando o genial Zimbabwe.

Antes de falar dos jogos, a organização deixou a desejar. Ao contrário da Copa do Mundo, onde as informações eram conseguidas facilmente, não havia muitas placas de indicações e uma confusão entre os voluntários. Mas o pior foi uma proibição, por ordem do Comitê Olímpico Internacional.: não podia entrar com mochila ou bolsa dentro do estádio.

Canadá tentando armar jogada no meio-campo

Sabemos que o mundo vive com problemas de terrorismo e segurança é fundamental, mas esta ordem é apenas para os eventos dos Jogos Olímpicos fora do Rio de Janeiro. Em resumo, apenas nas sedes do futebol. O que teve de gente jogando a mochila fora, guardando os objetos nos bolsos, e voltando para procurar um local onde guardar o artefato 'não está escrito no gibi'. Porém, teve alguns policiais militares, usando do bom senso, já que muitos saíram de outras cidades para acompanhar as duas partidas, que fizeram uma revista minuciosa nas bolsas e mochilas e deixando entrar. Esperamos que revejam esta situação.

Bom, vamos aos jogos. Canadá e Austrália entraram no gramado da Arena Corinthians sabendo que a partida era fundamental para a classificação para as quartas. Porém, o time da terra do canguru entrou dormindo. O público ainda estava se acomodando, quando aos 13 segundos, as Matildas erraram uma troca de passes na entrada da área e Beckie, esperta, só teve o trabalho de escorar para o gol: Canadá 1 a 0.

Atrás no marcador, a Austrália foi para cima e aos 18 minutos ficou em vantagem no número de atletas em campo. A zagueira canadense Zadorsky matou o contra-ataque e foi expulsa. Com isso, as Matildas partiram para cima, mas o ataque do time amarelo parava nas mãos da goleira Labbe, que foi uma das melhores em campo.

As canadenses comemoram a vitória na estreia

Na segunda etapa, as Matildas continuaram em cima do Canadá, que mesmo com uma jogadora a menos, arriscava alguns contra-ataques. Em um deles, a defensora australiana Van Egmond cometeu pênalti. Beckie foi para a cobrança, mas a goleira Willians defendeu. Porém, o calvário da Austrália continuou e aos 35, Sinclair foi lançada sozinha, a arqueira das Matildas saiu atrasada, levou o drible da atacante canadense, que deu números finais ao jogo: Canadá 2, Austrália 0.

Para o jogo seguinte, a torcida, que já estava em festa, fazendo ola e tudo o que tinha direito, escolheu um lado: o do Zimbabwe. Uma galera alertou: "olha, é risco de outro 7 a 1" (e quase aconteceu)! Porém, a grande maioria das 20.500 pessoas que estavam na Arena Corinthians já gritava "Zimbabwe" ainda no aquecimento.

No início, o Zimbabwe complicou o jogo

Empolgadas, as zimbabwenses inciaram o jogo endurecendo para a Alemanha, que não conseguia furar a retranca da equipe da África. E o mais legal: a cada bola perdida das germânicas, a torcida comemorava. Uma tentativa de ataque então, era motivo de êxtase. Porém, aos 22 minutos, após cobrança de escanteio, Daebritz subiu mais que todas e marcou. A Alemanha, mesmo aquém do que pode jogar, ampliou aos 35. Leupolz, pela esquerda, cruzou na cabeça da centroavante Popp, que não perdoou: 2 a 0 e fim de primeiro tempo.

No segundo tempo, o Zimbabwe conseguiu o que poucos esperavam. Aos 4 minutos, Makore partiu pela direita e bateu cruzado. Almuth espalmou para dentro da área, Basopo apareceu livre e completou para as redes. Esse foi o primeiro gol de Zimbábue por competições internacionais, que fez a torcida explodir de felicidade: 2 a 1 no placar e gritos de "Eu Acredito" ecoaram as arquibancadas da Arena Corinthians. Até um indivíduo chegou a invadir o campo, mas foi tirado pelos seguranças.

Alemanha comemorando mais um gol

Porém, a alegria das zimbabwenses e da torcida durou apenas quatro minutos. Em belíssima cobrança de falta cheia de curva, Behringer aproveitou que a goleira Magwede pulou atrasada e, no popular, a "porteira abriu". Aos 32, Leupolz foi derrubada na área por Majika e árbitra Rita Gani assinalou pênalti. Behringer foi para a cobrança e a Magwede defendeu, mas no rebote a própria camisa 7 tentou mais uma vez e a goleira falhou feio.

Com 5 a 1 contra no placar, o Zimbabwe começou a se entregar em campo e a Alemanha, sem precisar fazer muito esforço, chegou ao sexto gol: aos 44, a zagueira Chibanda tentou cortar um passe, mas mandou a bola para a própria meta, marcando gol contra e definindo o placar: Alemanha 6, Zimbabwe 1.

Vídeo com momentos da rodada dupla

Depois dos dois grandes jogos, toda a galera se reuniu, bateu aquele papo e cada um foi para o seu destino. Foi uma bela rodada dupla, que não faltou emoção. Assim, é só esperar pelo sábado, com mais dois jogos pelo Torneio Olímpico de Futebol Feminino em São Paulo.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações