quarta-feira, 27 de julho de 2016

Santos 4 x 5 Flamengo - O melhor jogo da década no futebol brasileiro

Ronaldinho Gaúcho e Neymar só não fizeram chover na Vila Belmiro em 27 de julho de 2011

Em uma era do futebol chato, cheio de táticas e pragmático, o time do Santos dos anos de 2010 e 2011 era uma exceção. Com bons jogadores e um craque, Neymar, o Alvinegro Praiano enchia os olhos de todos. No dia 27 de julho de 2011, aquela equipe encararia o Flamengo pelo Campeonato Brasileiro, na Vila Belmiro. O Fla não tinha um futebol tão vistoso, mas contava com o gênio Ronaldinho Gaúcho, que estava afim de jogo. Essa mistura acabou se transformando em um jogaço, que teve de tudo!

O Santos, embalado pela recente conquista da Copa Libertadores, foi para cima do adversário. Ganso e Elano dominavam o meio de campo. O segundo fez um belo lançamento para Borges, aos 4 minutos, que saiu na cara do goleiro Felipe e não perdoou: 1 a 0 Santos. Aos 15, o Santos ampliou: Neymar fez bela jogada individual, mas perdeu o gol na cara de Felipe. No rebote, ele mesmo, no chão, deu passe para Borges marcar o segundo dele e do Peixe no jogo.

Perdendo de 2 a 0, o Flamengo foi para cima. Luiz Antônio cruzou rasteiro para Deivid, que perdeu incrível gol na pequena área. Porém, incrível mesmo foi o terceiro gol do Santos, aos 25 minutos. Neymar recebeu na esquerda, deu um belo drible que deixou dois marcadores do Flamengo para trás, tabelou com Borges, deu um "drible da vaca" trocando os pés, sensacional, para cima do zagueiro Rubro Negro e tocou com categoria na saída de Felipe. Golaço!!! Tão golaço que o craque ganhou o Prêmio Puskas de gol mais bonito de 2011.

Neymar na arrancada para o gol do Prêmio Puskas
(foto: Ricardo Saibun / SFC)

Com 25 minutos de jogo, 3 a 0 no placar, o jogo estaria definido para o Santos? Ledo engano! Aos 28, Luiz Antonio foi até a linha de fundo e cruzou. A zaga do Santos falhou e Ronaldinho Gaúcho completou para as redes. Era o craque do Flamengo acordando para a partida. O Flamengo fez o seu segundo aos 31: Léo Moura cruzou na cabeça de Thiago Neves, que balançou as redes: 3 a 2.

O Santos teve a chance de fazer o quarto logo em seguida. Neymar, em suas costumeiras arrancadas, invadiu a área e foi derrubado por Willians: pênalti! Elano cobrou com cavadinha, mas Felipe não caiu na artimanha do meia santista e defendeu a batida. O goleiro Rubro Negro ainda tirou onda: ficou fazendo embaixadinhas após a defesa. Para piorar a situação do Santos, o Flamengo empatou aos 43. Ronaldinho Gaúcho cobrou escanteio na cabeça de Deivid: 3 a 3 e fim de primeiro tempo.

Na volta do intervalo, o Santos foi para cima tentando retomar a vantagem no marcador. Aos 5 minutos, outra arrancada de Neymar. Ele invadiu a área, deu um belo drible em David Braz e bateu com categoria, sem chances para Felipe: Peixe 4 a 3. O gol acordou de vez Ronaldinho Gaúcho: se o gênio santista brilhava, com dribles desconcertantes, gênio do Flamengo resolveu mostrar tudo o que sabe, o que está longe de ser pouco, fazendo lances espetaculares.

O surpreendente gol de falta de Ronaldinho Gaúcho
(foto: Ivan Storti / Lancepress)

E foi assim que saiu o quarto do Flamengo. Ronaldinho Gaúcho partiu para cima da defesa santista. Na entrada da área, ele foi cercado por quatro marcadores na entrada da área. Ele foi passando um por um, sendo que o primeiro tomou um drible seco, mas o último fez falta. Na cobrança, mais um lance de gênio: o craque esperou a barreira pular e cobrou por baixo dela (marca registrada de Ronaldinho Gaúcho), sem chances para Rafael: 4 a 4 no placar na Vila Belmiro.

Com o empate, os dois craques colocaram todo o arsenal de lances e dribles bonitos. Porém, quem teve mais sorte foi o gênio Rubro Negro. Aos 36 minutos, Deivid, Thiago Neves e Ronaldinho Gaúcho fizeram uma bela triangulação, o último recebeu a bola dentro da área e bateu de chapa, sem chances para Rafael. Santos 4, Flamengo 5.

No fim da partida, uma sensação muito legal. Os torcedores do Flamengo, é claro, comemoravam a grande vitória fora de casa. A torcida santista lamentava a derrota, mas deixava claro a admiração pelo belíssimo futebol mostrado naquele dia por ambas as equipes, com Neymar de um lado, Ronaldinho de outro: dois gênios.

Melhores momentos da partida

Em uma época de jogos chatos, sem emoção e com futebol pragmático, o Santos 4 x 5 Flamengo foi uma grande exceção: talento puro, belos gols e a genialidade aparecendo nos momentos crucias. É por isso que esta partida, que está completando cinco anos, é considerada por muitos o melhor da década.

Ficha Técnica

SANTOS 4 X 5 FLAMENGO

Data: 27 de julho de 2011
Local: Vila Belmiro - Santos-SP
Público: 12.968 pagantes
Renda: R$ 312.040,00
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Assistentes: Márcio Eustáquio Santiago (MG) e Erich Bandeira (PE)

Gols: Borges, 4, 16, Neymar, 26, Ronaldinho Gaúcho, 28, Thiago Neves, 31, Deivid, 43 minutos do primeiro tempo; Neymar, 5, Ronaldinho Gaúcho, 22, 36 minutos do segundo tempo

Santos FC: Rafael, Pará, Edu Dracena, Durval e Léo; Arouca, Ibson, Elano (Alan Kardec) e Ganso; Neymar e Borges - Técnico: Muricy Ramalho.

Flamengo: Felipe, Léo Moura, Welinton (David), Ronaldo Angelim e Junior Cesar; Willians, Luiz Antonio (Bottinelli), Renato e Thiago Neves; Ronaldinho e Deivid (Jean) - Técnico: Wanderley Luxemburgo.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações