terça-feira, 14 de junho de 2016

O Dunga caiu! E agora, CBF?

Por Lula Terras e Victor de Andrade

Dunga foi demitido do cargo

Mais um resultado negativo do time da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), desta vez na Copa América Centenário, realizada nos Estados Unidos, o que deixa os amantes do futebol bem jogado cada vez mais irritados com os vexames. Mais uma vez, a derrota foi proporcionada pela equipe comandada em campo e nos bastidores por Gilmar Rinaldi e Dunga (nesta ordem), que foram demitidos ao chegarem no Brasil, nesta terça-feira.

Sabemos que a CBF tem muita culpa na queda de rendimento do futebol brasileiro. Péssimo calendário, competições sem o mínimo de organização, falta de investimento no desenvolvimento da modalidade nas categorias de base dos clubes, a não reciclagem dos profissionais da área e formação de novos treinadores, além de outros problemas. Porém, o péssimo futebol da Seleção é muito por culpa de seu ex-treinador.

Não temos uma geração maravilhosa, como as anteriores. Talvez, este seja um dos grupos de boleiros mais fracos da história do futebol brasileiro. Agora, eu pergunto: temos jogadores piores que Equador, Peru ou Paraguai, por exemplo? É claro que não! E é aí que entra a falta de um bom treinador.

Gilmar Rinaldi também saiu

No período entre 2006 e 2010, Dunga também foi contestado. Porém, conseguiu armar um sistema de jogo que deu bons resultados, conquistando a Copa América de 2007 e a Copa das Confederações de 2009. Mas, quando foi eliminado pela Holanda na Copa do Mundo mostrou estar perdido com a situação, já que perdeu o jogo tendo ainda uma substituição a fazer. Na época, ele alegou que como a Seleção estava com um jogador a menos (Felipe Melo foi expulso) não quis mexer na equipe.

Porém, seis anos depois, a situação se repetiu. O Brasil estava perdendo para o Peru por 1 a 0 e ainda tinha duas substituições a fazer. O que Dunga fez? Nada! Qualquer treinador, por pior que seja, tentaria alguma modificação para alterar o placar, mas Dunga nada fez. Talvez ele nem seja um técnico de futebol.

Para não ser repetitivo e continuar com as críticas por aqui, e sabendo que, provavelmente, Tite deva ser o novo técnico da Seleção, lanço algumas sugestões radicais: que tal o treinador Fernando Diniz, que foi a sensação do Campeonato Paulista, como técnico da Seleção, inclusive da Olímpica? Seria interessante ver a o time da camisa amarela saindo jogando com a bola de pé em pé. Por mais que a geração não seja das melhores, são jogadores com mais talento que os atletas do Audax.

Fernando Diniz seria 'sangue novo' no comando da Seleção

Outra sugestão, já cantada por muitos da mídia, seria um treinador estrangeiro com pensamentos interessantes de futebol. Aí, tenho três nomes a sugerir: o espanhol Pepe Guardiola e os argentinos Marcelo Bielsa e Jorge Sampaoli. E aí vem uma explicação: após perder a Copa de 1950, alguns clubes brasileiros trouxeram técnicos de outros países para cá. Os mais famosos foram o paraguaio Fleitas Solich e o húngaro Bella Guttman. Se não chegaram à Seleção, eles melhoraram o padrão tático do futebol brasileiro e o segundo foi inspiração de Vicente Feola, treinador campeão do mundo em 1958 com o time canarinho.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações