quarta-feira, 8 de junho de 2016

Brasil x Haiti - O retrospecto do confronto

Seleções de Brasil e Haiti no amistoso de 2004

O Brasil enfrenta hoje, às 20h30, no horário de Brasília, o Haiti. Este será o primeiro confronto entre os dois times em uma competição oficial em categoria principal. Nos dois jogos que já aconteceram, a Seleção Canarinho leva uma enorme vantagem.

Antes de falar dos confrontos entre as seleções principais, vale ressaltar que Brasil e Haiti se enfrentaram em 2 de setembro de 1959, nos Jogos Pan-Americanos de 1959, realizados em Chicago, nos Estados Unidos. O Brasil ganhou com um placar bem elástico: 9 a 1.

Os jogadores desfilando em cima dos tanques

No feriado de Tiradentes do ano de 1974 (21 de abril) o Brasil enfrentou o Haiti no então Estádio Hélio Prates da Silveira, que mais tarde mudaria o nome para Mané Garrincha e foi reconstruído para a Copa de 2014. Por coincidência, a partida fazia parte da preparação dos brasileiros, então campeões mundiais, para a Copa do Mundo daquele ano, que foi realizada e ganha pela Alemanha Ocidental.

O Brasil não teve dificuldades para ganhar dos haitianos. Com gols de Paulo Cezar Caju, Rivellino, Marinho Chagas e Edu, o time comandado por Zagallo fez fáceis 4 a 0, passando a impressão de que se forçasse mais, o placar seria mais dilatado.

A taça da Copa do Mundo também desfilou no dia

O confronto voltaria a se repetir 20 anos depois e seria histórica. Depois de anos de Guerra Civil e confrontos internos, o Haiti recebeu uma missão da ONU para garantir a paz no país. E foi o exército brasileiro que comandou a ação. Fazendo parte da missão, foi organizado um amistoso entre o Brasil, que também era, na época, o atual campeão do mundo, e o Haiti.

Então, no dia 18 de agosto de 2004, jogadores como Ronaldo, Ronaldinho Gaúcho, Juninho Pernambucano e Roberto Carlos foram ovacionados pelos haitianos. Os jogadores e a taça da Copa do Mundo desfilaram pelas ruas de Port-Au-Prince, capital do Haiti, na parte de cima dos tanques, fazendo a festa de quem parou para vê-los passarem.

Ronaldinho Gaúcho cercado pelos haitianos

Já no gramado artificial do Stade Sylvio Cator, os brasileiros não tomaram conhecimento dos jogadores haitianos, que pareciam mais preocupados em trocar camisas e tirar fotos com os craques brasileiros. Roger (ex-Flu, duas vezes), Ronaldinho Gaúcho (três) e Nilmar deram os números para o placar de 6 a 0 para o Brasil. Mas os haitianos nas arquibancadas comemoraram como se fosse vitória da seleção deles.

Hoje a situação mudou um pouco. A Seleção Haitiana continua fraca, mas nem tanto como 12 anos atrás. Já a Seleção Brasileira passa por um dos piores momentos de sua história. Quem será que leva o jogo de hoje?
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações