quinta-feira, 12 de maio de 2016

Série B 2016 - 20 clubes em busca de um dos quatro lugares ao 'sol'

Por Victor de Andrade, Juliano Ravanelli e Giovanni F. Romão


Começa nesta sexta-feira a edição de 2016 da Série B do Campeonato Brasileiro. Com patrocínio da Chevrolet, 20 clubes das cinco regiões buscam, através do regulamento com sistema de pontos corridos (que, aliás, completa 10 anos na segunda divisão nacional), quatro vagas na primeira divisão nacional de 2017.

No ano passado, quem fez a festa na Série B foi o Botafogo, dirigido por Ricardo Gomes, que conquistou o título. Além da equipe da Estrela Solitária, Santa Cruz Vitória e América Mineiro conquistaram o acesso.

Neste ano, a Série B apresenta duas peculiaridades. A primeira é que apenas uma cidade em todo país terá mais de um clube na competição: Goiânia, com Atlético Goianiense, Goiás e Vila Nova. A outra é que a Região Sul do Brasil é a que terá mais clubes no campeonato: dois do Paraná (Londrina e Paraná), três de Santa Catarina (Joinville, Avaí e Criciúma) e um do Rio Grande do Sul (Brasil de Pelotas).

Com tudo isso, a Série B promete um campeonato interessante. Confira o que cada equipe deve apresentar na competição:


ATLÉTICO GOIANIENSE

Marcelo Cabo dirige a equipe goiana

Eliminado nas semifinais do Goianão pelo Anápolis e na 1ª fase da Copa do Brasil pelo Ypiranga gaúcho, o Dragão espera melhor sorte na Série B. Comandado por Marcelo Cabo, ex-Resende, o elenco é jovem e continua tendo como destaque o veterano goleiro-artilheiro Márcio, de 35 anos, e desde 2007 no clube. Ano passado, o rubro negro escapou da queda pra Série C, na penúltima rodada.


AVAÍ

William é o destaque do Avaí

Rebaixado da Série A no ano passado, o Avaí continuou mal das pernas nesse começo de 2016. Com uma campanha medonha no estadual, o Leão ficou em 8º entre 10 participantes, escapando por pouco do rebaixamento no Catarinense. O técnico é Silas e o clube confia nos gols do experiente William, o Batoré.


BRAGANTINO

Na A-2, o Bragantino foi eliminado pelo Batatais

O Massa Bruta fracassou em seu primeiro objetivo de 2016. Caiu nas quartas do Paulista A-2, perdendo para o Batatais, depois de boa campanha na primeira fase. Para o Brasileiro da Série B, a equipe continua com o técnico Léo Condé. Contratou o artilheiro Eliandro, do carrasco Batatais, e tem como figurinha carimbada o goleiro Felipe (ex-Corinthians e Flamengo).


BAHIA

Thiago Ribeiro defende o Tricolor na Série B

Nada de títulos no primeiro semestre de 2016 para o Bahia. Perdeu a final do Estadual para o rival Vitória (em arbitragem polêmica) e caiu nas semifinais do Nordestão para o campeão Santa Cruz. O técnico Doriva conta com atletas muito experientes, entre eles o goleiro Marcelo Lomba e os atacantes Hernane Brocador e Thiago Ribeiro.


BRASIL DE PELOTAS

Eduardo Martini está no Brasil desde a Série D

O Xavante aposta em caras conhecidas e idolatradas pela sua torcida. O técnico Rogério Zimmermmann está no clube desde 2012. No gol, o veterano Eduardo Martini, 37 anos, e que está desde a Série D no clube. A construção de um novo estádio, também é motivo de alegria e esperança na cidade. No Gauchão, o Brasil foi eliminado pelo Grêmio nas quartas de final.


CEARÁ

O Ceará contratou o zagueiro Antônio Carlos

Um primeiro semestre horroroso do Vovô. Além de ser eliminado pelo Santa Cruz nas quartas do Nordestão, o clube não conseguiu chegar sequer as semifinais do Estadual. Sérgio Soares chega ao clube pra botar ordem na casa. O zagueiro Antônio Carlos (ex-Botafogo, Fluminense e São Paulo) e os atacantes Bill e Rafael Costa são os destaques do time.


CRB

Mazola Junior comanda o Galo Alagoano na Série B

O Galo de Maceió chega empolgado depois de um belo começo de ano. Campeão estadual, derrotando o rival CSA, e com uma campanha respeitável no Nordestão, onde caiu nas quartas para o Sport, os alagoanos esperam ir bem na Série B. Mazola Júnior é o técnico e o elenco tem atletas rodados, destacando-se o volante Somália (ex-Botafogo) e o artilheiro Neto Baiano.


CRICIÚMA

O Tigre disputou a Primeira Liga

O Tigre não começou o ano de 2016 bem, amargando uma terceira colocação no estadual e eliminação logo na primeira fase da Primeira Liga, o Criciúma vai precisar renovar seu ânimo para a disputa da Série B. O clube fez algumas contratações, entre elas os atacantes Nilsinho (ex-Volta Redonda, São Caetano e União Barbarense), Roberto (ex-Avaí) e Héio Paraíba (ex-Guarani de Palhoça). O treinador será o Roberto Cavalo.


GOIÁS

Léo Lima volta ao Goiás em busca do acesso

Após o rebaixamento para a Série B na temporada anterior, o Goiás começou o ano com novo gás, se sagrando bicampeão goiano em uma final difícil com o Anápolis, levando a taça somente na decisão de pênaltis. Com um histórico de respeito no cenário nacional, o Esmeraldino esperar voltar logo para a Série A do Brasileirão. O Goiás manteve o elenco campeão goiano, e trouxe de volta o meia Léo Lima, destaque alviverde no Brasileirão de 2009. O treinador será o Enderson Moreira.


JOINVILLE

Joinville perdeu o Catarinense para a Chapecoense

O JEC bem que tentou, mas não conseguiu se manter na Série A por muito tempo. O Coelho começou o ano com o vice-campeonato do catarinense e segue sem vencer o estadual desde 2001. Porém, agora a ordem no Tricolor é se preparar para retornar a elite. O Joinville manteve o elenco do estadual, e as únicas novidades ficam por conta das vindas do lateral-esquerdo Junior, promessa da base do Grêmio e Júio Rondinelli como o novo gerente de futebol do clube. O treinador será o Hemerson Maria.


LONDRINA

Keirrison tenta recuperar o bom futebol no Londrina

Vivendo uma grande fase nos últimos anos, com o título paranaense de 2014 e do interior em 2016, além de dois acessos no âmbito nacional, o Tubarão vem engrenado de olho na volta à Série A após 34 anos. O Londrina manteve o elenco dos últimos anos e ainda se reforçou, trazendo Igor Bosel (ex-Veranópolis), Everton Sena (ex-Santa Cruz) e Keirrison (ex-Coritiba, Palmeiras e Santos). O treinador será o Cláudio Tencati.


LUVERDENSE

Junior Rocha dirige o atual campeão matogrossense

Após quatro anos, o Luverdense confirmou o favoritismo e conquistou o Matogrossense. O título vai servir de ânimo ao clube de Lucas do Rio Verde, que vem para a sua terceira participação seguida na Série B. O clube trouxe um pacote de reforços para a Série B, entre eles os laterais Régis (ex-São Bento) e Raul Prata (ex-Ituano), o zagueiro Airton (ex-São Bento) e os atacantes Erik (ex-Grêmio e Lajeadense) e Romarinho (ex-Rio Claro), além da volta de pratas da casa, como os volantes Muralha, Da Matta e Jean Patrick e do lateral-esquerdo Paulinho. O treinador será o Junior Rocha, ex-jogador do Luverdense.


NÁUTICO

O Timbu caiu na semi do Pernambucano para o Santa Cruz

Mais um estadual terminado de forma frustrante para o Timbu. Sem conquistar um título desde 2004, o Náutico segue a sua sina com mais uma eliminação, dessa vez para o Santa Cruz. Agora, o foco principal para o Alvirrubro é buscar o acesso para a Série A, que ficou por perto na temporada passada. O Timbu trouxe alguns reforços para a disputa da Série B, como o atacante Taiberson (ex-Ponte Preta), o meia Maylson (ex-Red Bull), o volante Eurico (ex-Ponte Preta) e o lateral-esquerdo Mateus Muller (sub-20 da Ponte Preta). O treinador será o Alexandre Gallo.


OESTE

Oeste vai estrear em Cantanduva 

O Oeste, que havia conquistado o acesso à elite paulista na última temporada, amargou a sua volta para a Série A2. Apesar de mostrar um desequilíbrio no estadual, o Rubro conquistou a permanência na Série B nas últimas três temporadas, e espera se desdobrar para conseguir algo maior esse ano. O Oeste não conseguiu fechar a parceria com o Audax, e jogará a estreia do campeonato em Catanduva. O treinador será Roberto Fonseca, que recebeu diversos reforços vindos das equipes do interior de São Paulo.


PARANÁ

Lúcio Flávio vem se destacando como um dos melhores jogadores paranistas

Dirigido por Claudinei de Oliveira, o Paraná Clube iniciou bem o ano, tendo liderado o Paranaense, fazendo com que a torcida acreditasse no título. Porém, a equipe foi eliminada pelo rival Atlético nos pênaltis. Para a Série B, a Gralha Azul já apresentou Robert (ex-Vitória), João Paulo e Pitty (os dois ex-São Bento de Sorocaba). A diretoria ainda promete mais quatro reforços.


PAYSANDU

O Papão já levou o estadual e a Copa Verde em 2016

O Papão da Curuzu vem para a Série B embalado pelas conquistas do Paraense, em cima do São Francisco de Santarém, e da Copa Verde, vencendo o Gama de Brasília, que garantiu vaga ao time na Copa Sul-Americana de 2017. O clube vai iniciar a competição nacional com o mesmo elenco do estadual e, aos poucos, buscará os reforços necessários para fortalecer a equipe. O técnico é o experiente Dado Cavalcanti.


SAMPAIO CORRÊA

Petkovic dirige a Bolívia Querida

Depois de um início fraco no Maranhense, a Bolívia Querida foi atrás de Petkovic para dirigir a equipe. E deu certo! O time está decidindo o segundo turno do estadual e venceu o primeiro jogo pro 2 a 1. Para a Série B, o treinador sérvio diversos reforços, que será útil, pois o clube estará, até o fim do mês, em três competições (Maranhense, Série B e Copa do Brasil).


TUPI

O volante Sacilotto passou 11 anos no futebol italiano

O Tupi começou o ano mal. A equipe de Juiz de Fora foi mal no Campeonato Mineiro, escapando do rebaixamento por apenas um ponto. Para fazer uma boa Série B e não correr riscos de cair de divisão, o experiente técnico Ricardo Dubruscky recebeu 11 reforços, entre eles Sacilotto, que passou 11 anos no futebol italiano.


VASCO

Nenê é a grande figura do Vasco

Grande favorito da Série B deste ano, o Vasco mantém sua base desde o segundo turno do Brasileirão da Série A de 2015, quando foi bem, mas não conseguiu se recuperar do início tenebroso. Além disso, o Gigante da Colina conquistou o bi-campeonato Carioca, batendo o Botafogo na final. O atacante Nenê e o técnico Jorginho, que foram pretendidos por times da primeira divisão, ficam no clube, fortalecendo o bom time vascaíno.


VILA NOVA

O Vila conquistou a Série C do ano passado

Campeão da Série C em 2015, o Vila Nova ficou na semifinal do Goianão, sendo eliminado pelo rival Goiás. O técnico Rogério Mancini vem recebendo reforços e, assim, acredita que a equipe faça bom papel na competição. O vencedor do prêmio Puskas do ano passado, Wendel Lira, foi dispensado após perder espaço na equipe.

Confira tabela completa da competição aqui.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações