sexta-feira, 29 de abril de 2016

Santos bate xará amapaense por 3 a 0 e avança na Copa do Brasil

Partida histórica na Vila Belmiro: pela primeira vez, dois Santos se enfrentavam

Na noite fria de quinta-feira, dia 28 de abril, o Santos FC venceu por 3 a 0 um adversário, no mínimo, inusitado: um xará amapaense. A partida, realizada na Vila Belmiro, foi válida pela primeira fase da Copa do Brasil. Agora, o Peixe vai enfrentar o Galvez, do Acre, pela segunda etapa da competição.

A partida era histórica. Apesar de o Santos ter feitos seus dois primeiros jogos de sua bela trajetória contra o xará Santos Athletic, conhecido como o Clube dos Ingleses na cidade, em 1912 (partidas realizadas no antigo campo da Avenida Ana Costa. A Vila Belmiro foi inaugurada quatro anos depois), ter sido convidado para inaugurar o estádio do Santos Laguna, do México, e ter enfrentado o mesmo time amapaense na semana passada, era a primeira vez que o Peixe enfrentaria um time homônimo no praticamente centenário Estádio Urbano Caldeira, a Vila Belmiro. Além disso, seria a primeira vez que estaria assistindo ao Santos do Amapá, atual tricampeão estadual, in loco.

Com todos estes predicados, nem mesmo a frente fria que atingiu a Baixada Santista desde a última quarta-feira, dia 27, nem o horário do jogo, 21h30, tiraram a animação de ir até ao histórico campo e assistir a esta peleja interessante. Era uma partida imperdível para O Curioso do Futebol.

Entrada do Santos do Amapá no campo

Como disse acima, os dois Peixes (sim, o Santos do Amapá é conhecido como o Peixe da Amazônia) se enfrentaram na semana passada, no estádio Zerão, em Macapá, e empataram em 1 a 1. Portanto, o Santos famoso classificaria com um 0 a 0 ou uma vitória e o xará do Norte com um placar igual de dois ou mais gols ou se vencesse. O empate em 1 a 1 levaria a decisão para os pênaltis.

O Alvinegro Praiano foi a campo com praticamente todo o time reserva, pois no domingo fará a primeira partida da final do Campeonato Paulista. Apenas o goleiro Vanderlei foi para o jogo. Já os amapaenses estavam sem desfalques e entraram no gramado da Vila Belmiro pensando em fazer história.

No início, o Santos do Amapá não ficou acuado e tentava fazer algumas jogadas, mas que não chegaram a assustar a defesa do xará famoso, sem preocupar Vanderlei. Aos nove minutos, a equipe paulista chegou com perigo pela primeira vez. Ronaldo Mendes fez bela jogada e achou Igor sozinho pela direita. O lateral invadiu a área e cruzou rasteiro, mas a zaga amapaense afastou o perigo.

Defesa amapaense afasta o perigo

Nos dez minutos seguintes, a partida entrou em um grande marasmo. O Santos famoso não conseguia passar pela defesa do rival, que tomava a bola, mas abusava do chutão. A equipe do Norte deu uma acordada e assustou aos 20 minutos. Armando fez grande jogada pela esquerda, passou por Lucas Veríssimo com facilidade e rolou para Renatinho, que sozinho finalizou por cima do gol de Vanderlei.

Em seguida, o time da Vila Belmiro teve chance com Paulinho. Depois de bela triangulação, o atacante da camisa 26 da equipe litorânea chegou a 'chapelar' o marcador, mas furou na hora da finalização. Aos 29, os donos da casa deram outro susto nos amapaenses com Ronaldo Mendes, que arriscou um chute forte de fora da área, que passou raspando na trave defendida por Zé Maria.

Apesar do maior volume de jogo, o Santos da casa não conseguia transformar a posse de bola em vantagem no placar e isto começou a irritar os pouco mais de 5 mil presentes na Vila Belmiro. Aos 38 minutos, depois de outra bela triangulação do Alvinegro Praiano, Igor recebeu a bola na entrada da área e finalizou rasteiro para a firme defesa de Zé Maria.

Cavalo e Caju disputam lance

O Santos abriu o marcador quando o árbitro Willian Machado Steffens já olhava para o relógio para terminar a primeira etapa. O experiente Elano, que vinha mal na partida, alçou a bola na área pela direita e o zagueiro Luís Felipe subiu mais do que todo mundo para cabecear a bola para o fundo das redes. Ao final do tempo inicial, Santos 1, Santos do Amapá 0.

O segundo tempo iniciou morno. Em 20 minutos, o Santos famoso só teve apenas uma chance: logo aos 4, Caju fez bela jogada pela esquerda e rolou para Rafael Longuine, que isolou a bola em chute de canhota. Já o Santos do Amapá apenas se defendia e quando tinha a bola, não conseguia armar jogadas interessantes.

O Alvinegro Praiano acordou aos 21 minutos, fazendo o segundo gol da partida. Ronaldo Mendes, que vinha sendo o melhor em campo, recebeu a bola na entrada da área, viu o goleiro Zé Maria mal posicionado e, de canhota, bateu colocado, com categoria. No placar, 2 a 0 para a equipe da casa.

Tentativa de jogada do Santos do Amapá

Aos 26 minutos, houve uma confusão entre atletas de ambas as equipes. O árbitro Willian Machado Steffens não teve dúvidas e mandou os volantes Alisson, do Santos da Vila Belmiro, e Lessandro, do time amapaense, para chuveiro mais cedo. Com os dois times com fez em campo, a partida ficou mais aberta, tendo mais movimentação.

O Santos do Amapá quase fez o seu golzinho na Vila Belmiro aos 32 minutos. Fabinho cobrou bem falta, obrigando Vanderlei a fazer uma grande defesa, espalmando a bola para escanteio. O lance acordou os jogadores do time da casa, que ampliaram o marcador aos 37. Joel, que estava um pouco sumido na partida, ficou sozinho na cara do gol, após recuo mal feito pela equipe amapaense. O camaronês ainda teve tempo para driblar o goleiro Zé Maria e tocar a bola para o fundo das redes, dando números finais ao histórico jogo: Santos SP 3, Santos do Amapá 0.

Com o resultado, o Santos FC passou para a segunda fase da Copa do Brasil. Agora, o Peixe 'da Praia' vai encarar o Galvez, do Acre, que eliminou o rival do estado Rio Branco. As datas dos jogos ainda serão definidas pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), mas já se sabe que a primeira será mando do time acriano. Caso o Santos não vença por dois ou mais gols de diferença, será realizada uma partida de volta.



Fiquei muito feliz ao ver esta curiosa partida Santos contra Santos, apesar do futebol dentro de campo não ter sido dos mais emocionantes. Ainda tive uma surpresa muito legal, já que fui presenteado pelo jogador Magrão, reserva da equipe amapaense, com uma camisa do clube. Ela terá um lugar exclusivo em minha coleção.

Ficha Técnica:

SANTOS FC 3 X 0 SANTOS-AP

Data: 28 de abril de 2016.
Local: Estádio da Vila Belmiro - Santos (SP).
Público: 5.140 pagantes.
Renda: R$ 58.095,00.
Árbitro: Willian Machado Steffens.
Auxiliares: Gabriel Conti Viana e Diogo Carvalho Silva.

Cartões amarelos: Lucas Veríssimo, Elano (SANTOS FC); Cavalo, Pretão, Lessandro, Rafinha (SAN-AP);
Cartões vermelhos: Alison (SANTOS FC); Lessandro (SAN-AP)

Gols: Luiz Felipe, aos 46 do 1º tempo; Ronaldo Mendes, aos 21 e Joel, aos 37 do 2º tempo.

Santos FC: Vanderlei; Igor, Luiz Felipe, Lucas Veríssimo e Caju; Alison, Elano (Lucas Crispim), Ronaldo Mendes e Rafael Longuine (Fernando Medeiros); Paulinho (Maxi) e Joel - Técnico: Dorival Júnior.

Santos-AP: Zé Maria; Cavalo, Dedé, Jari e Batata (Jean Marabaixo); Otávio Pretão (Michel), Lessandro, Renatinho e Rafinha; Fabinho e Armando (Esquerdinha) - Técnico: Romeu Figueira.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações