sábado, 9 de abril de 2016

Ramalhão vence clássico e está com vantagem nas quartas da A-2

As duas equipes fizeram um bom jogo

Em jogo bem disputado, o Santo André venceu o clássico contra o São Caetano, por 2 a 1, na tarde deste sábado, dia 9, no Estádio Bruno José Daniel e saiu na frente nas quartas-de-final do Paulista da Série A-2. O resultado deu vantagem para o no confronto contra o rival Azulão na busca de uma vaga na semifinal da competição.

A partida marca a rivalidade entre os times de maior sucesso da região do ABC paulista. O São Caetano já foi campeão paulista, em 2004, vice brasileiro e da Libertadores. Já o Santo André conquistou a Copa do Brasil de 2004 e foi vice paulista em 2010. Ultimamente, as duas agremiações não passam por um bom momento e estão no segundo escalão do futebol estadual.

Quando terminou a primeira fase da Série A-2, a colocação das equipes chamou a atenção, porque as quartas teria o clássico entre Azulão e Ramalhão. O São Caetano terminou a etapa inicial da competição e o Santo André em oitavo. Por tudo isso, a primeira partida das quartas, que foi realizada hoje, mobilizou os torcedores de ambas as equipes.

Tentativa de ataque do São Caetano

Jogando em casa, o Santo André deu o primeiro chute ao gol logo aos cinco minutos. Agenor arriscou de fora da área e mandou por cima do travessão de Renan Rocha, que apenas acompanhou. Na sequência, Branquinho cobrou escanteio, o goleiro saiu mal e Samuel Teram cabeceou. A bola ia entrando, mas Esley apareceu em cima da linha e aliviou o perigo.

Superior ao adversário, o Ramalhão criou outra boa oportunidade aos 12. Agenor aproveitou falta cobrada por Branquinho e cabeceou para linda defesa de Renan Rocha à queima roupa. Aos 15 aconteceu uma confusão generalizada no centro do gramado após falta de Dudu Vieira em cima de Neto e a arbitragem acabou expulsando um de cada lado: Diogo Borges (Santo André) e Naôh (São Caetano).

Branquinho carregou desde o meio-campo e arriscou rasteiro para mais uma defesa de Renan Rocha. E, de tanto insistir, o Santo André abriu o placar aos 32. O camisa 10 acertou uma linda cobrança de falta, no ângulo de Renan Rocha. Logo depois, Bruno Recife aproveitou cruzamento e pegou de primeira, mas Zé Carlos fez boa defesa e impediu o empate.

Torcida do Santo André estava em bom número

O São Caetano sentia muita falta do artilheiro Jô, que sentiu uma lesão e foi vetado pelo departamento médico momentos antes da partida começar. Para piorar, o substituto Naôh foi expulso sem ter chutado sequer uma bola para o gol. Aos 50 minutos, Adriano Apodi fez pênalti em cima de Neto. O meia soltou a bomba e deixou tudo igual.

O São Caetano voltou mais ligado do intervalo e teve perto de virar o jogo em dois chutes de longe. Neto arriscou e Zé Carlos defendeu em dois tempos. Na sequência, Eduardo Luiz soltou a bomba de fora da área e o goleiro se esticou todo, espalmando para fora. Como diz o ditado: quem não faz toma. E o Santo André voltou a ficar na frente do placar aos 13 minutos.

Guilherme Garré carregou livre de marcação e mandou uma bomba no ângulo de Renan Rocha, que chegou a tocar na bola, mas não conseguiu fazer a defesa. Depois disso, o Ramalhão recuou demais e o São Caetano partiu em busca do empate. O Azulão, no entanto, encontrava muitas dificuldades para entrar na área adversária.

Torcedores do São Caetano também marcaram presença

Aos 38 minutos, Diego Sales arriscou rasteiro, a bola desviou no meio do caminho e passou raspando a trave. Depois disso, não houve mais nenhum lance de perigo e a torcida andreense gritou "olé" nos minutos finais.

Os dois rivais voltam a se enfrentam no próximo sábado, a partir das 16 horas, no Estádio Anacleto Campanella. O Santo André tem a vantagem do empate, enquanto o São Caetano precisa vencer por dois ou mais gols de diferença para se classificar. Caso o Azulão ganhe por um de diferença, a decisão vai para os pênaltis.



Ficha Técnica

SANTO ANDRÉ 2 X 1 SÃO CAETANO

Data: 9 de abril de 2016
Local: Estádio Bruno José Daniel - Santo André-SP
Renda: R$ 33.740,00
Público: 4.298 pagantes
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira
Assistentes: Miguel Cataneo Ribeiro da Costa e Alberto Poletto Masseira

Cartões Amarelos
Santo André: Dudu Vieira, Tiago Ulisses, Trípodi, Zé Carlos
São Caetano: Paulinho Santos

Cartões Vermelhos
Santo André: Diogo Borges
São Caetano: Naôh

Gols
Santo André: Branquinho 32' 1T, Guilherme Garré 13' 2T
São Caetano: Neto 51' 1T

Santo André: Zé Carlos; Adriano Apodi, Samuel Teram, Diogo Borges e Paulo; Tiago Ulisses, Dudu Vieira (Marcos Vinícius), Guilherme Garré e Branquinho (Robson); Agenor e Tripodi (Luciano Sorriso) - Técnico: Toninho Cecílio.

São Caetano: Renan Rocha; Gercimar (Paulinho Santos), Sandoval, Eduardo Luiz e Bruno Recife; Esley, Ferreira (Diego Sales), Neto e Daniel Costa (Júlio César); Naôh e Matheus - Técnico: Luís Carlos Martins.

* Com informações do site Futebol Interior e fotos de Mariana Arruda
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações