quarta-feira, 6 de abril de 2016

Grandes surpresas da Champions League - O Aston Villa de 1982

Por Lucas Paes*

A equipe campeã europeia do Aston Villa

Anteriormente nesta série, já falamos sobre o Celtic e o Nottingham Forrest, agora chegamos à terceira grande surpresa que o torneio teve, o Aston Villa de 1982. Apesar de ser um dos fundadores da Football League e o segundo time com mais participações na primeira divisão do Campeonato Inglês, o clube vivia um período conturbado pouco antes da época da conquista continental.

Naquela época participavam da Liga dos Campeões apenas os campeões nacionais, e na temporada 1980/1981, o Aston Villa começou sua caminhada para o título da Liga dos Campeões no Campeonato Inglês. O clube trouxe jogadores de times medianos da Inglaterra e Escócia e, com isso, conseguiu formar um elenco que conseguiria a maior façanha da história do clube.

No Campeonato Inglês, o Villa fez várias sequências de jogos sem derrotas durante a competição e acabou conquistando o título com uma vantagem de 4 pontos sobre o Ipswich Town. A partida do título foi contra o Middlesbrough no Villa Park, uma vitória por 3 a 0, com gols de Shaw, White e Evans, determinando a conquista com uma rodada de antecedência para os Villans.

Na competição europeia de 1981/82, a Inglaterra contaria com duas equipes, já que o Liverpool era o atual campeão. O favoritismo era todo dos Reds, já que eram o time dominante na 'terra da rainha' naquele momento, algo parecido com o Manchester United no começo dos anos 2000. O Villa entrava como franco atirador na competição.

Jogadores comemoram o gol do título

E nessa condição, a equipe comandada na época ainda por Ron Saunders estreou na Copa dos Campeões da Europa goleando o Valur, da Islândia, no Villa Park, por 5 a 0 (Morley, White (2) e Donovan). Na volta, na Islândia, um doblete de Shaw determinou outra vitória por 2 a 0 e um 7 a 0 no agregado, um ótimo começo para os Villans. 

Depois, o adversário foi o bom time do Dynamo Berlin da Alemanha Oriental. No primeiro jogo, o Villa bateu os alemães em plena Berlin Oriental por 2 a 1, com dois gols de Shaw e Riediger descontou para os alemães. No segundo jogo, no Villa Park, a derrota por 1 a 0 (Terletzki marcou) classificou os Villans pelo gol marcado fora de casa.

Antes de voltar para outra fase da Liga dos Campeões, o Villa perdeu seu treinador Ron Saunders, que treinava o time há 9 anos. Ele brigou com a diretoria sobre o seu contrato e, em seu lugar, assumiu o então assistente Tony Barton. Na época, o Villa ocupava apenas uma posição mediana na Liga Inglesa e já havia sido eliminado da Copa da Liga, pelo West Bromwich. Restava apenas a Copa dos Campeões e a FA Cup, competição na qual o Tottenham eliminaria o Vila poucos dias depois de Tony assumir. 

Diante de todo este contexto, o time foi a Kiev, no dia 3 de Março de 1982, enfrentar o forte campeão soviético Dynamo e segurou um importante 0 a 0, levando a decisão para o Villa Park. Em casa, os ingleses bateram o então time soviético por 2 a 0, gols de Shaw e McNaught, e se classificou para as semifinais. O sonho do título se tornava real para os Villans. Nesta mesma fase, caiu o então campeão Liverpool, que perdeu para o CSKA Sofia. 

Na semifinal, o adversário foi o Anderlecht da Bélgica. Deepois de vencer os belgas por 1 a 0, no Villa Park, com gol de Mortley, os Villans acabaram por segurar o empate fora de casa para garantir a vaga nas finais. Pela frente haveria só o Bayern de Munique, atual campeão da Alemanha Ocidental.

Final de 1982

No dia 26 de maio de 1982, o Estádio de Kuip, em Roterdã, na Holanda, seria palco do que muitos esperavam ser o quarto título do Bayern na Copa Européia. O Villa entrava como franco atirador contra o forte time de Rummenige e Breitner e essa condição deu ao Villa a tranquilidade que precisava para jogar a final sem muito peso, suportando a pressão alemã, mesmo tendo seu goleiro titular substituído. Aos 21 minutos da etapa final, aconteceu o golpe que acabou 'matando' os alemães: Morley cruzou rasteiro na área e White mandou a bola para o fundo do gol do Bayern. A história estava escrita: o Aston Villa se tornava campeão europeu

Em 1982/83, longe de fazer campanhas brilhantes na Football League e nas copas nacionais, o Villa ainda chegou às quartas de final da Copa dos Campeões, quando foi eliminado pela Juventus de Platini, que seria vice campeã da competição. Até hoje os torcedores do Aston Villa esperam a volta da magia que esteve no time naquelas duas mágicas temporadas nos anos 80. Hoje o time amarga a zona de rebaixamento na Premier League na lanterna da competição.

* Lucas Paes, 21 anos,  é estudante de jornalismo e torce para o Santos FC.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações