domingo, 7 de fevereiro de 2016

O Futebol na avenida - Os 100 anos do Vasco no desfile da Unidos da Tijuca

O carro abre-alas do desfile

Se a Escola de Samba Estádio de Sá homenageou o centenário do Flamengo em 1995 (veja texto sobre o desfile aqui), o rival Vasco da Gama não poderia ficar de fora da Marquês de Sapucaí quando completou 100 anos em 1998. A Unidos da Tijuca foi a agremiação que fez a homenagem para o Gigante da Colina. Porém, apesar dos grandes resultados dentro de campo naquela temporada, o desempenho na avenida não foi dos melhores.

O Vasco entrou no ano de 1998 em alta. O clube havia conquistado o Campeonato Brasileiro do ano anterior jogando o fino da bola. Carlos Germano, Mauro Galvão, Pedrinho e Juninho Pernambucano se destacavam. Porém, a equipe tinha um cracaço que arrebentou naquela competição: Edmundo só não fez chover no segundo semestre de 1997, mas já estava vendido para a Fiorentina e não iniciou a temporada do ano seguinte no Gigante da Colina.

Já a tradicional Unidos da Tijuca estava longe de ser a grande escola que se tornou nos anos do carnavalesco Paulo Barros, conquistando três títulos desde 2010. Naquela época, a escola poucas vezes ficava no top 10 do carnaval carioca e sempre namorava o rebaixamento. Mostrar um belo desfile na Sapucaí era questão de honra.

Roberto Dinamite e Edmundo. Dois ídolos cruz-maltinos

Para isso, o carnavalesco Oswaldo Jardim montou o carnaval da escola em cima do tema "De Gama a Vasco. A epopeia da Tijuca". Mas os problemas começaram a surgir antes do desfile. O samba-enredo, cantado por Serginho do Porto até foi bem cantado pelos vascaínos, mas não fez o sucesso esperado por todos. Apesar disso, a abertura da canção empolgava!

Vamos vibrar meu povão (é gol, é gol)
A rede vai balançar, vai balançar
Sou Vasco da Gama, meu bem
Campeão de terra e mar

No dia do desfile, várias figuras vascaínas estavam presentes, como o técnico Antônio Lopes, Juninho Pernambucano, além de outros ídolos da história do clube. O presidente Eurico Miranda também estava presente. Mas a surpresa foi Edmundo ter aparecido na Marquês de Sapucaí. Para não jogar no fim de semana do carnaval, o Animal forçou o terceiro cartão amarelo na rodada anterior e suspenso pôde viajar tranquilamente para o Rio de Janeiro. Isto atrapalhou demais a carreira do jogador na terra da bota.

Trecho do desfile

Apesar da empolgação de todos, a Unidos da Tijuca não fez um grande desfile. A Escola cometeu várias falhas na Sapucaí e o castigo acabou vindo na quarta-feira de cinzas. O 13º lugar entre 14 agremiações rebaixou a Unidos da Tijuca para o Grupo de Acesso. No ano seguinte, conseguiu vencer a segundona, voltando à divisão principal em 2000 e nunca mais sofreu o descenso. E, atualmente, figura entre as favoritas do carnaval carioca.

Já o Vasco teve uma trajetória totalmente inversa da Escola de Samba. Em 1998, conquistou os dois turnos do Cariocão (Taças Guanabara e Rio), garantindo o título estadual até com certa facilidade. Mas a grande glória da equipe naquela temporada foi a conquista da Copa Libertadores, batendo na final o Barcelona de Guaiaquil. Porém, atualmente, o Vasco sofre com rebaixamentos e jogará a Série B Nacional em 2016.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações