quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

America vira e bate Bangu no Clássico Bisavô

America e Bangu fizeram um grande jogo

Em jogo com clima de festividade, o América conseguiu uma importante vitória sobre o Bangu, por 3 a 2, de virada. O Clássico Bisavô foi realizado na noite desta quinta-feira, dia 18, no Estádio Giulite Coutinho, em Edson Passos, Mesquita, na grande Rio de Janeiro. Houve diversas atrações durante o evento, que tentou resgatar o glamour que este embate sempre teve no passado.

Foi uma grande festa. As duas equipes ficaram perfiladas para o Hino Nacional vestindo camisas retrô de America e Bangu. Além disso, o pontapé inicial foi dado por dois ex-craques de ambas as equipes: Gilson Nunes, que jogou no Diabo, a Ado, ex-atacante do Castor. Além disso, havia uma charanga, que era muito tradicional nos jogos antigos no Rio de Janeiro.

Ado e Gilson Nunes no pontapé inicial

Até na transmissão do SporTV teve uma novidade. Além dos comentários do ex-jogador Edinho, os ídolos de America, Edu Coimbra, irmão de Zico, e do Bangu, Arthurzinho, deram as caras no estúdio e falaram no pré-jogo e no intervalo. De negativo, apenas o público: menos de mil pessoas acompanharam a partida.

Com tudo pronto, o espetáculo começou. O America, que jogou com seu histórico uniforme vermelho, dominava as ações, com bastante volume de jogo. Já o Bangu, todo de branco na partida, cadenciava as jogadas e a bola sempre passava nos pés do experiente meia Almir.

Geraldo se machucou no lance do gol

O America chegava com mais perigo, principalmente nas ações do argentino Sosa. Porém, quem abriu o placar foi o Bangu: em falta da esquerda, a bola cai nos pés do centroavante Geraldo na entrada da pequena área. Mesmo desajeitado e tendo machucado a cabeça no lance (ficou sangrando), o atacante conseguiu finalizar de casquinha. E isto foi o suficiente para a torcida visitante comemorar. No placar, 1 a 0 para o Alvirrubro.

O America sentiu o gol e o Bangu passou a ter mais posse de bola. Porém, a equipe da casa ainda conseguia chegar em chutes de fora da área ou com alguma jogada individual de Sosa. Porém, isso não foi suficiente para mudar o placar até o final do primeiro tempo, que terminou com a vantagem para a equipe do Castor.

Jogadores do América comemoram gol de empate

Na segunda etapa, o Mecão voltou com tudo. O Bangu, que perdeu o meia Almir, que saiu machucado, vendo a pressão do adversário, apostou nos contra-ataques. O America chegou ao empate logo aos 4 minutos: de falta, Matías Sosa, de canhota, cobrou com muita categoria, no canto direito do goleiro Célio Gabriel, que nada pôde fazer. No placar, 1 a 1.

O gol deu ânimo ao Diabo, que foi para cima, tentando a virada. O Alvirrubro sentiu a pressão e deu espaços para o adversário, que ficou em vantagem no marcador aos 16 minutos. Leandro Aguiar recebeu lançamento em profundidade e ganhou na corrida. Sem se assustar com a saída do goleiro Célio, o atacante faz o drible e, mesmo sem ângulo, empurrou para o fundo do gol. America 2 a 1.

Leandro Aguiar driblando o goleiro antes de marcar o segundo

Em desvantagem no marcador, o Bangu foi em busca do empate. Aos 32, quase que o Alvirrubro igualou o marcador. Depois de bela jogada pela direita, William Amendoim cruzou a bola na cabeça de Junior, que testou sem muita força, mas ainda a bola triscou na trave e saiu, levando perigo ao goleiro Felipe Eduardo.

Com o Bangu indo para o ataque, tentando buscar a igualdade no marcador, o America teve mais espaços para jogar. E foi assim que o Rubro chegou ao terceiro gol, aos 41 minutos: Marcão, que havia acabado de entrar no jogo, recebeu uma bela assistência de Darlan e só teve o trabalho de dominar e estufar as redes do adversário: 3 a 1 para o Diabo.

Marcão marcando o terceiro tento americano

O Castor ainda teve tempo de diminuir. Aos 47, o experiente, Magnum, de canhota, bateu falta com força e o goleiro Felipe Eduardo aceitou. Com isso, a partida terminou America 3, Bangu 2, para a felicidade da Dona Ruth, torcedora símbolo do Mecão.

Com a vitória, o America foi a sete pontos e agora ocupa o terceiro lugar do Grupo 2 da competição. O Diabo enfrenta na próxima quinta-feira, dia 25, o Boavista, às 16 horas, em Edson Passos. Já o Bangu, que teve uma sequência de três triunfos consecutivos quebrado, está também em terceiro, só que no Grupo 1, com nove pontos. O Alvirrubro enfrenta na quarta-feira, 24, o Volta Redonda, às 16 horas, em Moça Bonita.

Ficha Técnica

America 3 x 2 Bangu

Data: 18 de fevereiro de 2016
Local: Estádio Giulite Coutinho, Edson Passos, Mesquita-RJ
Árbitro: Leandro de Lima e Silva
Assistentes: Luiz Antonio Muniz de Oliveira e Ivan Silva Araújo

Cartões amarelos: Júnior e Ives (Bangu).

Gols: Geraldo, 26' do 1T (Bangu). Matias Sosa, aos 4', Leandro Aguiar, aos 16', Marcão, aos 41' (America) e Magnum, aos 47' do 2T (Bangu).

America: Felipe Eduardo; Erick, Fábio Braz, Matheus Menezes e Marlon; Darlan, PH, Muniz (Ramon) e Matias Sosa (Marcão); Leandro Aguiar (Marcelinho) e Renato - Técnico: Ricardo Cruz.

Bangu: Célio Gabriel; Dyeguinho (William Amendoim), Anderson Penna, Matheus Avelar e Guilherme; Ives, Júnior, Magno e Almir (Thiago Barreiros); Daniel (Magnum) e Geraldo - Técnico: Emanoel Sacramento.

* Fotos: Reprodução SporTV
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações