sábado, 14 de novembro de 2015

Título da Série D premia trabalho de longo prazo do Botafogo

Comemoração do título

A parte tricolor de Ribeirão Preto, uma das maiores cidades do interior de São Paulo, está em festa! O Botafogo conquistou nesta noite o título do Campeonato Brasileiro da Série D. A conquista veio depois de segurar por 90 minutos o River do Piauí em Teresina. O 0 a 0 deu a taça ao Botafogo, que ganhou a primeira partida, em casa, por 3 a 2. Além das duas finalistas, Remo e Ypiranga de Erechim subiram para a Série C.

Para conquistar o título, a equipe do técnico Marcelo Veiga contou com a boa atuação do goleiro Neneca e teve que jogar com um homem a menos desde os 10 minutos do segundo tempo, quando teve César Gaúcho expulso. Este é o primeiro título nacional do Botafogo. Porém, este é um trabalho de longo prazo feito pela equipe de Ribeirão Preto.

A equipe campeã Brasileira da Série D de 2015

Uma das mais tradicionais equipes do interior paulista, o Botafogo teve um bom momento no final da década de 90 e início dos anos 2000. Em 1998, o clube foi vice-campeão brasileiro da Série B e, no ano seguinte, jogou a principal divisão nacional, mas foi rebaixado.

Em 2001, com um time que contava com o goleiro Doni e o atacante Leandro, o Botafogo foi vice-campeão Paulista, perdendo o título para o Corinthians na decisão. Com o sucesso da equipe, o time foi desmontado, a equipe fez um péssimo Brasileirão (tinha voltado para a Série A por causa da organização da Copa João Havelange em 2000) e foi novamente rebaixada. Este foi o início do calvário do Tricolor.

Depois de sucessivos rebaixamentos, o Botafogo ficou sem divisão nacional e foi para na Série A-3 Paulista, em 2006, ficando muito próxima do fundo do poço. O clube precisou se reestruturar para conseguir se reerguer.

O River pressionou, mas não conseguiu fazer um gol

Aos poucos, o Botafogo foi subindo os degraus do futebol paulista, conseguindo voltar à Série A1 3m 2009. Além disso, voltou a ter chances de disputar a Série D do Nacional, mas sempre pecou em conseguir o acesso.

Porém, o trabalho era bem feito. Em praticamente todos os anos depois da volta à principal divisão de São Paulo, o Botafogo ficou entre os oito melhores da competição. O reflexo disso também era visto nas categorias de base, sempre com bons resultados. Este ano mesmo, o clube foi vice-campeão da Copa São Paulo de Juniores.

Mas era importante a conquistar novamente um lugar nas divisões nacionais. Porém, por muito pouco o Botafogo não deixou escapar a chance de acesso. A equipe de Marcelo Veiga começou a competição claudicante, conseguindo a vaga na diferença de saldo de gols para o Gama, depois de um empate em 0 a 0, em casa, contra o mesmo clube.

Partida foi dura para o campeão

Mas a partir do mata-mata, o Botafogo mostrou a que veio. Eliminou o CRAC de Catalão (vitória por 3 a 0 em casa e derrota por 1 a 0 em Goiás), o São Caetano (vencendo por 2 a 1 no Santa Cruz e segurando o 0 a 0 no Anacleto Campanela), o Remo (1 a 0 e 0 a 0) e, na final, o River.

Por isso, os torcedores do Botafogo têm todos os motivos do mundo para comemorar! Parabéns, Botafogo!

* Com fotos de Rogério Moroti/Agência Botafogo
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações