terça-feira, 24 de novembro de 2015

Argentina é a primeira seleção classificada para a fase final do Feminino Sub-20

A Argentina venceu a Colômbia e já está na fase final

A chuva deu uma trégua na cidade de Santos e os jogos desta terça-feira, dia 24, do Sulamericano Feminino Sub-20, no Estádio Ulrico Mursa, foram realizados praticamente com tempo bom, apesar do céu nublado. Apenas no fim da rodada, uma garoa fina caiu na região, mas nada que atrapalhasse as duas partidas do dia, válidas pelo Grupo B. No primeiro jogo, o Equador bateu a Bolívia por 2 a 0 e segue com chances de classificação. Depois, a Argentina venceu a Colômbia por 2 a 1 e é a primeira seleção garantida na fase final da competição.

As seleções equatoriana e boliviana entraram no gramado do Ulrico Mursa com a presença de um pequeno público. Desta vez, a ambulância chegou 'em cima da pinta' e não foi necessário atrasar o início do espetáculo. O Equador apostava suas últimas fichas no campeonato, enquanto a Bolívia fazia sua despedida.

Capitãs boliviana e equatoriana, além do quarteto de arbitragem

A 'peleja' começou e as equatorianas foram para cima, buscando o gol. Já as bolivianas jogavam apenas na base do chutão. Mais organizada e com muita vontade, em 15 minutos o Equador abriu a contagem. A defesa da Bolívia afastou mal a bola, que sobrou para a atacante Maylin, que não perdoou e marcou: 1 a 0 para as equatorianas.

O Equador continuou em cima, mesmo em vantagem no placar. Elas tiveram, ao menos, mais duas chances para marcar antes do final da primeira etapa, fazendo com que a goleira Maria Reichl trabalhasse bastante. Já a Bolívia pouco fez nos 45 minutos inciais e a partida foi para o intervalo com o placar de 1 a 0.

Um dos raros ataques bolivianos

No início da segunda etapa, o Equador continuou pressionando as bolivianas. Parecia até que as jogadoras da equipe verde já estavam em clima de despedida. Porém, depois dos 10 minutos, a Bolívia melhorou bastante, fazendo com que a defesa adversária trabalhasse bastante.

Porém, aos 26 minutos, quando a Bolívia já merecia o empate, o meio campo equatoriano armou uma bela linha de passe, a bola sobrou para a capitã Angie Ponce, que ajeitou a redonda dentro da meia lua da grande área e bateu, sem chances para Maria Reichl. No placar do Estádio Ulrico Mursa, Equador 2 a 0.

Angie Ponce, autora do segundo gol equatoriano

O gol sofrido desanimou as bolivianas, que pouco fizeram até o final. Já as equatorianas tocaram a bola e seguraram o resultado, que deixou a equipe com chances de classificação. Porém, perderam Tamara Angulo, que foi expulsa e não joga a partida decisiva contra a Argentina, na quinta-feira. Depois de 90 minutos de jogo, 2 a 0 para o Equador.

Antes da segunda partida, entre Argentina e Colômbia, um belo papo com o jornalista Rafael Alves, que vem fazendo uma bela cobertura da competição no Planeta Futebol Feminino. Também vale registrar a presença dos fotógrafos Luiz Santos e Flavio Hopp, além da uruguaia Fanny Ruetalo, que cobre o torneio pelo Fútbol Florida e o paraguaio Robert Kurtz.

Quarteto de arbitragem e capitãs de Argentina e Colômbia

O segundo do jogo da rodada foi, simplesmente, sensacional. Argentina e Colômbia entraram em campo com um só objetivo: a vitória. Os três pontos dariam às argentinas a classificação. Para as colombianas, um triunfo botaria a equipe com um pé no quadrangular decisivo.

Ambas as equipes se lançaram ao ataque logo no início da partida. A Colômbia, ao contrário dos jogos anteriores, mostrava uma velocidade e toque de bola que ainda não foi visto na competição. A Argentina, com seu poderio ofensivo (seis gols em dois jogos), pressionava a defesa adversária, em busca do gol.

Tentativa de avanço colombiano

E as 'chicas' argentinas abriram o marcador aos 24 minutos. A defesa colombiana afasta mal a bola, que sobra para Rocío Correa acertar um belo chute, sem chances para a goleira Angie Mina: 1 a 0 para a Albiceleste.

O gol fez com que a Argentina crescesse e dominasse a partida. Em dois lances, aos 37 e 39 minutos, Juana Bilos acertou a trave defendida pela Colômbia, quase ampliando o placar. As colombianas ainda tentavam os contra-ataques, que foram desarmados pela defesa Albiceleste. E o primeiro tempo terminou com a vantagem de 1 a 0 para a Argentina.

Rocío Correa, autora do primeiro gol argentino

Na volta do intervalo, a Colômbia voltou mais incisiva, buscando empatar a partida. Já a Argentina buscava os contra-ataques. A melhor chance colombiana foi aos 19 minutos, quando a centroavante Valentina Restrepo saiu na cara do gol, mas chutou em cima da goleira Solana Pereyra.

Como já dizia o velho ditado, 'quem não faz, toma' e foi o que aconteceu. Juana Bilos deu um belo passe para Micaela Cabrera, que entrou na área pelo meio da zaga colombiana. A meia argentina, que acabara de entrar, não perdeu a chance e, aos 21 minutos, fez o 2 a 0 para a Albiceleste.

Com 2 a 0 contra no placar, não havia outra hipótese para a Colômbia a não ser atacar. E a equipe foi para cima da Argentina, fazendo o famoso abafa, que funcionou apenas aos 34 minutos. Em jogada ensaiada de escanteio pela direita, Leicy Santos recebe a bola na entrada da área e chuta forte. A goleira Solana Pereyra até resvalou na bola, mas não evitou o tento colombiano. No placar, 2 a 1 para a Argentina.

Jogada colombiana pela lateral direita

E a partida, que tinha tudo para ser nervosa e catimbada, estava ocorrendo apenas na bola. Isso devido muito à impecável arbitragem da brasileira Regildênia de Holanda Moura. Sem precisar 'se aparecer', ela conduziu a partida de forma exemplar, o que colaborou para que o jogo fosse muito bom.

Voltando às equipes, a Colômbia teve a chance de mudar todo o quadro do Grupo B aos 45 minutos. Leidy Asprilla recebeu lançamento e ficou cara a cara com a goleira Solana Pereyra. Era o gol de empate colombiano, mas a lateral finalizou rente à trave, perdendo uma incrível oportunidade de igualar o marcador, que ficou mesmo no 2 a 1 para a Argentina.

Classificação do Grupo B

Com os resultados desta terça-feira, a Argentina já garantiu o primeiro lugar no Grupo B e, consequentemente, a vaga na fase final da competição. Três seleções estão empatadas com quatro pontos: Equador (um gol de saldo e quatro marcados), Colômbia (também um de saldo e três gols feitos) e Uruguai (um negativo de saldo e cinco tentos marcados). Na quinta-feira, dia 26, a Colômbia enfrenta o Uruguai e a Argentina fica frente a frente com o Equador.

Já amanhã, o Estádio Ulrico Mursa recebe mais dois jogos, desta vez do Grupo A: às 17 horas, a Venezuela enfrenta o Peru. Em seguida, o Brasil joga contra o Chile. A entrada é franca!
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações