sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Era uma vez o São Caetano...

São Caetano na final da Libertadores: cena difícil de se repetir

Uma história que começou em 1998 teve fim ou ao menos uma pausa na noite desta sexta-feira, dia 16. O vice-campeão brasileiro de 2000 e 2001, da Libertadores de 2002 e campeão Paulista de 2004, o São Caetano, foi eliminado pelo Botafogo de Ribeirão Preto nas quartas-de-final do Campeonato Brasileiro da Série D e não disputará nenhuma divisão nacional em 2016.

O jogo de hoje, realizado no Estádio Anacleto Campanella, em São Cateano, terminou empatado em 0 a 0, mesmo com os visitantes terminando a peleja com 9 jogadores. Como o Botafogo havia ganho a primeira partida do duelo por 2 a 1 garantiu não só a vaga na semifinal da competição como o acesso para a Série C de 2016.

Já para o São Caetano foi fim de linha em competições nacionais. Como o Azulão está na Série A-2 do Campeonato Paulista, não teria como se classificar para a Série D de 2016. Para voltar à última divisão Nacional, o São Caetano teria que conseguir o acesso no Estadual para só em 2017 almejar a conquista da vaga no quarto estágio do Brasileirão. Se conseguisse o acesso para a Série C, o cenário mudaria.

Botafogo eliminou o Azulão

Desde 1998, foram 18 temporadas disputando divisões nacionais. Neste período, o São Caetano conseguiu alguns feitos históricos, que poucas equipes conseguiram. Após os seguidos acessos, o São Caetano virou notícia em 2000. Após conseguir vaga nas finais da Copa João Havelange pelo segundo módulo, o Azulão, dirigido por Jair Picerni, eliminou Fluminense, Palmeiras e Grêmio e perdeu o título para o Vasco após a polêmica decisão remarcada para o Maracanã depois do réveillon (o famoso caso da queda do alambrado em São Januário no dia 30 de dezembro de 2000).

No ano seguinte, outro belo Campeonato Brasileiro. O time de Jair Picerni foi o melhor da primeira fase, eliminou Bahia e Atlético Mineiro (o segundo em um verdadeiro dilúvio no Anacleto Campanella) e perdeu o título para o Atlético Paranaense, sendo derrotado em casa na última partida.

O que chama mais a atenção, é claro, foi o vice-campeonato da Copa Libertadores de 2002. O Azulão chegou a estar com mão na taça, já que havia ganho do Olimpia em Assunção por 1 a 0 e foi para o intervalo da segunda partida, realizada no Pacaembu, ganhando pelo mesmo placar. Porém, quando parecia que o São Caetano iria conquistar a América, o Olimpia reagiu. Virou a partida e, nos pênaltis, levantou o tri-campeonato da Libertadores.

Na fina da Copa João Havelange de 2000

Também ficou marcado o título paulista de 2004, com um time dirigido por Muricy Ramalho e uma vitória acachapante de 4 a 0 sobre o Santos, que seria campeão brasileiro, na semifinal. Mas 2004 marcou o início da decadência do São Caetano. Em um jogo contra o São Paulo, no Morumbi, o zagueiro Serginho teve um problema cardíaco dentro de campo e faleceu minutos depois. O clube foi considerado culpado e a partir desse dia, os resultados começaram a não ser tão positivos.

O primeiro rebaixamento veio em 2006. Em 2007, o Azulão, dirigido por Dorival Junior, teve um brilhareco no Paulistão, onde novamente chegou a botar a mão na taça ao vencer o Santos por 2 a 0 na primeira partida da decisão. Porém, no segundo jogo, o Peixe devolveu o placar e conquistou a competição por ter melhor campanha.

Muricy e a taça de Campeão Paulista de 2004

Após campeonatos passados no meio da tabela, em 2012 o São Caetano perdeu o acesso para a Série A do Campeonato por um triz. Empatou em pontos com o Atlético Paranaense e Vitória, mas perdeu a vaga no número de vitórias.

A verdade é que a união da Prefeitura da Cidade com o presidente do clube havia rachado. Foi por isso que a qualidade do time caiu tanto. Em 2013, um rebaixamento da B para a C. Em 2014, mais dois: no Paulistão e da C para a D. E a eliminação de hoje foi um balde de água fria para o time que botava medo nos na primeira metade dos anos 2000.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações