segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Dondinho no Galo

Dondinho no jogo pelo Atlético Mineiro

João Ramos do Nascimento, o Dondinho, é uma figura importante no futebol, mas não por seus feitos dentro de campo e sim por ser pai do maior jogadores de todos os tempos: Edson Arantes do Nascimento, o Pelé. Porém, apesar disso, Dondinho teve sim uma carreira no futebol entre o final da década de 30 e início dos anos 50 e uma passagem relâmpago por um grande clube: o Atlético Mineiro.

Dondinho era um atacante clássico, que tinha como maior arma os chutes e, principalmente, cabeçadas precisas. Inclusive, em um jogo pelo Vasco de São Lourenço, o centroavante fez cinco gols de cabeça na mesma partida! Marca que nem mesmo o Rei do Futebol, seu filho, conseguiu.

A carreira de Dondinho começou no Yuracán de Itajubá, no interior de Minas Gerais. Depois, foi jogar no Atlético de Três Corações. Suas atuações pelo time de Três Corações por todo o estado de Minas Gerais, em 1939, chamaram a atenção dos olheiros do Atlético Mineiro, que o chamaram para um teste em Belo Horizonte.

Na comemoração do título do Baquinho em 1946

Dondinho chegou no Galo no início de 1940 e ficou treinando até aparecer uma chance. Ela só veio no dia 7 de abril daquele ano, em um amistoso contra o São Cristóvão do Rio de Janeiro. O pai de Pelé começou bem na partida, fazendo a assistência para o gol Selado. Porém, tudo o que não poderia ocorrer com Dondinho aconteceu. Ele acabou contundindo-se e foi substituído por Hamilton.

Sem poder mais mostrar seu futebol, Dondinho foi dispensado do Galo e voltou para o Atlético de Três Corações. Em outubro do mesmo ano, Dondinho foi pai. Dona Celeste, sua esposa, deu a luz para o menino Edson. Em 1941, o jogador conquistaria a Taça Guaraína com o time de Três Corações.

Dondinho ainda rodaria Minas Gerais, jogando pelo EC São Lourenço e Vasco de São Lourenço. Depois, foi para o interior de São Paulo, onde jogaria pelo Hepacaré de Lorena e, em 1945, foi com sua família para Bauru, onde defenderia a camisa azul e branca do Bauru Atlético Clube. No Baquinho, Dondinho fez 199 jogos e 137 gols, sendo campeão do interior em 1946, maior título do clube que hoje não disputa mais o futebol profissional.

Edinho, Dondinho e Pelé

Dondinho ensinou algumas 'artimanhas' para o filho desde cedo, principalmente a precisão no chute e cabeceio. Aliás, foi no mesmo clube onde Dondinho encerrou a carreira, o Baquinho, em que Pelé foi descoberto por Waldemar de Britto, mas esta é uma outra história.

Quando Pelé começou a conquistar fama, Dondinho foi com a família para Santos, cidade onde faleceu em 16 de novembro de 1996, menos de um mês depois do aniversário de 56 anos de seu filho famoso.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações