quarta-feira, 16 de setembro de 2015

A volta de Bebeto ao Vitória em 1997

O jogador voltava ao clube que o revelou

O atacante Bebeto começou sua carreira no Vitória da Bahia em 1982 e, dois anos depois, foi negociado com o Flamengo. Após passar também por Vasco da Gama, Deportivo La Coruña e um retorno ao Flamengo, além de ter jogado duas Copas do Mundo (1990 e 1994), sendo campeão na última, Bebeto estava jogando, no segundo semestre de 1996, no Sevilla, da Espanha.

O Vitória, no fim de 1996, fechou uma parceria com o Banco Excel, que estava investido no futebol (além do clube baiano, o Corinthians foi parceiro da instituição financeira, além do Botafogo, meses depois). E, para chamar a atenção e movimentar o mercado da bola, o clube, junto com o parceiro, promoveu a volta de Bebeto para o Rubro Negro baiano.

Bebeto foi recebido com festa no clube do Barradão. E o início no Vitória foi muito bom. Primeiro jogo, o Vitória venceu o amistoso contra o Corinthians por 3 a 1. O jogador liderou a equipe nas conquistas da Copa do Nordeste e do Campeonato Baiano. A esperança da torcida de o time fazer um grande Campeonato Brasileiro era enorme, Porém, aconteceu um fato que veio estragar a história de amor entre Bebeto e a torcida Rubro Negra.

O jogador recebeu uma proposta para voltar ao Deportivo La Coruña e é aí que vem toda o problema. Bebeto declarou que não poderia recusar uma proposta do clube onde era querido e teve sua melhor fase da carreira. A torcida do Vitória, é claro, não gostou nada da declaração e quis que o jogador fosse mesmo embora.

Túlio, ACM e Bebeto

E para apimentar ainda mais toda a história, depois de toda essa declaração, a negociação do jogador com o clube espanhol não deu certo. Qual foi a saída? Bebeto acabou continuando no Vitória, mesmo com a torcida contra.

O clube ainda reforçou o elenco para o Brasileirão, trazendo o centroavante Túlio Maravilha (que era jogador do Banco Excel, mas não tinha dado certo no Corinthians) e o meia iugoslavo Petkovic. Bebeto e Túlio era uma dupla de ataque, na época, de Seleção Brasileira, mas não fez tanto sucesso no Vitória. Bebeto por causa da relação com a torcida e Túlio porque não vivia boa fase. Quem acabou fazendo sucesso foi o 'gringo', que acabou se tornando um dos estrangeiros de maior sucesso no futebol brasileiro.

Ainda em 1997, Bebeto foi emprestado para o Cruzeiro para fazer um único jogo: a final da Taça Intercontinental de Clubes, contra o Borussia Dortumund. Além do atacante, o Cruzeiro buscou outros reforços apenas para esta partida. Como perdeu a taça, a Raposa não ficou com nenhum dos contratados para o ano seguinte.

Reestreia de Bebeto no Vitória

Sem clima no Vitória e sem espaço no Cruzeiro, o Banco Excel acabou levando Bebeto para o seu novo parceiro: o Botafogo. Lá, ele acabou formando dupla de ataque novamente com Túlio Maravilha.

Pelo Botafogo, o atleta ainda defendeu a Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 1998. Depois, defendeu vários times e encerrou a carreira em 2002, no Al Ittihad, da Arábia Saudita. Bebeto ainda tentou ser treinador e hoje é deputado estadual no Rio de Janeiro pelo segundo mandato.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações