quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Cafezinho - o lateral que não teve medo de Romário

Briga foi apartada pelos policiais

Cafezinho, nascido em Maceió, no dia 17 de julho de 1965, foi um lateral-direito que rodou o Brasil jogando futebol. Porém, ele ficou conhecido mais por um lance inusitado: saiu, literalmente, na porrada com o atacante e atual senador Romário em 1997.

Cafezinho iniciou sua carreira tardiamente, aos 23 anos, no Capelense, em 1989. Neste ano, mudou-se para o Novorizontino, permanecendo durante alguns meses e depois foi contratado pelo Náutico, onde ficou até 1994, sendo apenas emprestado ao Santa Cruz em 1993.

No Náutico: dono da lateral-direita
no início dos anos 90

O lateral ainda jogaria o Campeonato Paulista de 1995 pelo Mogi Mirim e o Carioca de 1996 pelo Bangu. Considerado um lateral-direito que não complicava as jogadas, o Madureira resolveu contratá-lo para a disputa do Cariocão de 1997. E foi jogando pelo Tricolor Suburbano onde ocorreu a briga.

Em 6 de março de 1997, Flamengo e Madureira se enfrentaram pelo Campeonato Carioca, em partida realizada no Estádio da Gávea. O rubro-negro superou o Tricolor Suburbano por 7 a 0, com Romário, Lúcio, Sávio, Moacir e Júnior Baiano marcando os gols.

Início da briga com Romário

Porém, a goleada ficou em segundo plano graças a uma rusga entre Romário e Cafezinho, que desferiam chutes um ao outro, numa briga que envolveu também o técnico flamenguista, Júnior. Uma semana depois, Romário e Júnior selaram a paz com o lateral-direito, que virou manchete até no exterior.

Parece que a briga acabou ajudando Cafezinho. O Vasco acabou contratando o lateral para o Campeonato Brasileiro. O jogador fez apenas quatro jogos pelo clube na competição, mas ficou marcado por fazer parte do elenco campeão nacional daquele ano.

Ainda em 1997, campeão brasileiro pelo Vasco

Após a passagem pelo clube da Colina, Cafezinho ainda jogaria pelo CRB, Rio Preto, Jaboticabal, Mirassol, ASA, Murici, CSA e Bom Jesus, onde encerrou a carreira em 2005, aos 40 anos, e teve um problema.

Cafezinho sofreu uma entrada violenta de um atleta do Coruripe, ao receber um cruzamento. A pancada causou efeitos devastadores para o lateral, que rompeu os ligamentos do joelho, sendo forçado a abandonar os gramados. Passou dois anos com ferros e placas de platina, e chegou a refazer os ligamentos. Porém, o ex-jogador ficou impossibilitado de correr.

Hoje, Cafezinho sustenta os familiares com o dinheiro de sua aposentadoria e com o que recebe durante o período em que trabalha como "faz-tudo" de um vereador de Maceió.

Vídeo do jogo e a briga
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações