sábado, 18 de julho de 2015

Uma tarde genial de futebol feminino na Javari

Jogadora venezuelana em ação na sensacional rodada dupla

Um estádio tradicional e quatro seleções sul-americanas jogando em uma rodada dupla. Imperdível, não é mesmo? Por isso, O Curioso do Futebol esteve na tarde do dia 18 de julho (sábado) no Estádio Conde Rodolfo Crespi, a Rua Javari, em São Paulo, para acompanhar a terceira rodada do GENIAL Torneio Internacional de Futebol Feminino sub-17 da Cidade de São Paulo. O jogos do dia: Paraguai x Chile e Brasil x Venezuela.

Cheguei na Rua Javaria a poucos minutos do início do primeiro jogo da rodada dupla, tanto que perdi os hinos paraguaios e chilenos. O público, no início do jogo, era pequeno, mas foi aumentando ao longo da tarde, chegando a cerca de 300 pessoas ao final da segunda partida.

Paraguai dominou o primeiro jogo

Após duas rodadas, o Paraguai era o primeiro colocado da competição, com seis pontos, após vitórias contra o Brasil e Venezuela. Já Brasil e Chile estavam empatados com três pontos, mas com vantagem para as brasileiras, que venceram as chilenas na segunda rodada. Já a Venezuela não pontuou.

E na primeira partida, o Paraguai confirmaria o favoritismo. Sem deixar o Chile passar do meio de campo, as paraguaias controlaram todas as ações do primeiro tempo. O gol que abriu o placar saiu de um cruzamento errado, mas que a goleira chilena aceitou.

Paraguai fechou a partida em 3 a 0 contra o Chile

No segundo tempo, as paraguaias continuaram a impor o ritmo da partida. Sem dificuldade, marcaram mais dois tentos. Ao longo dos 80 minutos (sim, os jogos do sub-17 feminino são dois tempos de 40 minutos), o Chile praticamente não chegou perto da meta alvirrubra. Ao final do jogo, o placar apontou 3 a 0 para o Paraguai, garantindo a seleção na final do torneio.

Vale aqui destacar o excelente trabalho da Asociación Paraguaya de Futbol, que divulga constantemente todos os passos da alvirrubra no torneio em sua Página Oficial do Facebook.

O Brasil não teve dificuldades contra a Venezuela

Entre os dois jogos, uma pausa para um lanche e uma boa conversa com o amigo e um grande conhecedor do futebol Fernando Martinez, do Jogos Perdidos. No papo, falamos sobre como é importante torneios deste tipo para o desenvolvimento do futebol feminino, mas faltou mais divulgação do evento. Também participou da conversa Rafael Alvez, que conheci naquele momento.

Com o resultado do primeiro jogo, as jogadoras brasileiras entraram em campo sabendo que poderiam perder pela contagem mínima que estariam na final do torneio. Porém, com 1 minuto de partida, em um lance estranho, as brasileiras abriu o placar, após um contato entra a centroavante da seleção e a goleira venezuelana, que parou no lance. Na continuação da primeira etapa, o Brasil teve chances de ampliar o placar, mas não conseguiu. Já as venezuelanas tiveram poucas chances para empatar a partida.

Brasil 3 a 0 na Venezuela

Antes do início do segundo tempo, o amigo Cosme Maurício, 'pontualíssimo', chegou para acompanhar os jogos. Apesar de perder quase toda a rodada, Cosme pôde ver um belo futebol nos 40 minutos finais. O Brasil impôs um ritmo forte, fez mais dois gols e teve chances de ampliar ainda mais o placar. Ao final dos 80 minutos, Brasil 3 a 0 na Venezuela.

Na segunda-feira, dia 20, Chile e Venezuela entram em campo às 13 horas para a disputa do terceiro lugar. No jogo de fundo, às 15 horas, Brasil e Paraguai definem o campeão do Torneio, que é organizado pelo Ministério dos Esportes em conjunto com a Associação Cuebla. Os dois jogos na Javari. Quem puder comparecer, não perca! É uma ótima oportunidade de ver seleções de futebol em ação. E que outros torneios como este sejam realizados por todo o país!
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações