sábado, 25 de julho de 2015

Briosa afasta má fase com vitória em Mauá

Gramado bastante prejudicado pela chuva (foto: Luiz Gustavo Folego)

A Portuguesa Santista finalmente afastou a má fase que rondava o time de Ulrico Mursa. Jogando contra o Mauaense, fora de casa, a Briosa conseguiu uma vitória por 2 a 0, a primeira em oito partidas. Com o resultado, a equipe volta para a briga pela classificação para a segunda fase do Campeonato Paulista da Segunda Divisão, a Bezinha.

A equipe da Baixada iniciou a partida marcando a saída de bola do Mauaense e chegando firme até o campo de ataque. A chuva forte que caía sobre Mauá e o gramado encharcado, no entanto, dificultavam que a bola rolasse.

O bom volume de jogo apresentado pela Briosa na primeira etapa começou a dar a resultados logo nos primeiros instantes da partida. Aos 11 minutos, após contra-ataque, o meia Ricardinho invadiu a área adversária pelo meio, chutou rasteiro, mas a bola correu pouco por causa do gramado e o goleiro Edvando defendeu em dois tempos.

Aos 14 minutos, em nova chance criada por Ricardinho, o meia passou para Rico, que vinha de trás. O volante da Briosa acabou chutando por cima do gol, levantando os torcedores da Portuguesa Santista presentes em Mauá que, apesar da chuva, não deixaram o time sozinho, mesmo em má fase.

Pelo lado do Mauense, as melhores chances vinham das bolas alçadas na área, principalmente em cobranças de falta. Aos 18 minutos, na primeira boa chance da equipe de Mauá, numa bola levantada de frente para a área da Briosa e desviada em seguida por Joéber, o goleiro Pablo caiu no canto esquerdo e defendeu.

Poucas chances de gol no primeiro tempo (foto: Douglas Teixeira)

Aos 21 minutos, foi a vez da Portuguesa Santista criar mais uma boa chance. Numa falta cometida em cima de Claudio Bala, pelo lado direito, o volante Rico chutou baixo e a bola passou à esquerda do goleiro Edvando.

No segundo tempo, o técnico Luiz Muller promoveu alterações na Briosa, optando pelo esquema de três zagueiros e liberando os laterais Ítalo e Felipe para atacar. Com isso, as jogadas pelos lados do campo passaram a ser um ponto forte da Briosa.

Logo no primeiro minuto de jogo, a equipe santista teve boa chance com o volante Vinícius, que chutou de fora da área e a zaga do Mauaense desviou para escanteio.

O time de Mauá continuava apostando nas bolas levantadas na área para surpreender a Briosa. Aos cinco minutos, os donos da casa tiveram boa chance em uma falta cobrada pela direita. Ítalo, lateral-direito da Briosa, tirou de cabeça.

Ainda com maior volume de jogo, a Portuguesa Santista conseguia chegar com bastante consistência ao ataque. Em um desses ataques, aos 16 minutos, o volante Rico chegou à frente e acertou belo chute pelo meio, que Edvando espalmou pra fora.

A chuva deu trégua no segundo tempo (foto: Douglas Teixeira)

De tanto insistir, a Portuguesa Santista conseguiu chegar ao seu primeiro gol aos 25 minutos. Em jogada pela esquerda, após passe de Fabiano, o lateral-esquerdo Felipe cruzou na área e a bola chegou até o lateral-direito Ítalo, que acertou um chute cruzado, à direita de Edvando.

Após o gol da Briosa, o Mauaense criou duas boas chances para empatar. Na primeira, aos 31 minutos, em bola cruzada pela direita da defesa da Portuguesa Santista, o zagueiro Wesley cabeceou e a bola passou à esquerda do goleiro Pablo.

Na sequência, aos 36 minutos, Lucas Gomes entrou na área, Pablo saiu no pé do jogador do Mauaense, a bola subiu e passou à esquerda, rente ao travessão.

Pouco tempo depois, aos 38 minutos, a Portuguesa Santista chegaria ao seu segundo gol e decretaria o placar final da partida. Após lançamento do volante Vinícius, ainda no campo de defesa, a bola ficou na frente do goleiro Edvando, que saiu para tirar e errou o chute. O atacante Moacir, que havia entrado no lugar do também atacante Cláudio Bala, aproveitou, invadiu a área e, sozinho, completou para as redes.

Torcida da Briosa presente
(foto: Marcos Martiniano)

FICHA TÉCNICA

Mauaense 0 x 2 Portuguesa Santista

Mauaense: Edvando, Mateus, Allan (Caio Henrique), Wesley e Volpe; Ramon, Claudio (Jorge Gabriel), Samuel, Chocolate, Lucas Gomes e Marreta
Técnico: Jobel Mendes Filho

Portuguesa Santista: Pablo, Ítalo, Cícero, Joéber e Rico; Felipe (Luanderson), Vinícius, Fabiano, Guilherme, Ricardinho (Guilherme Henrique) e Claudio Bala (Moacir)
Técnico: Luiz Muller

Gols: Ítalo (25 minutos do 2º tempo) e Moacir (36 minutos do 2º tempo)

Cartões amarelos: Wesley (Mauaense); Cláudio Bala, Cícero e Pablo (Portuguesa Santista)
←  Anterior Proxima  → Inicio

Um comentário:

  1. Ufa! A leitura transportou-me ao jogo. Vivi a chuva, frio, angústia e alegria de quem torce. Parabéns à Briosa pela Vitória e ao autor pelo texto. Muito bom!

    ResponderExcluir

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações