segunda-feira, 13 de julho de 2015

Alemanha 1 x 0 Argentina - E a Copa das Copas chega ao seu fim, Parabéns Alemanha!

Alemanha, a grande campeã!

* por Jarlam Oliveira

A grande final da copa 2014, poderia com certeza escrever um pouco da final durante todos os dias desse especial de um ano da Copa do Brasil 2014, pois além de ser o jogo mais esperado, mais disputado, ele foi o único que iníciou antes mesmo da copa começar, como por exemplo qual seria a sensação do então capitão da seleção Brasileira Thiago Silva em levantar a taça no Maracanã lotado.

Eu particularmente, consegui o ingresso da final, sozinho, direto no site da FIFA, nas vendas efetuadas por ordem de chegada no portal, e acabei conseguindo para os dois jogos mais disputados, o primeiro e último jogo, para alguns (eu inclusive) os jogos mais importantes da Copa; após confirmada a compra, a sensação de Copa, mesmo antes do primeiro jogo, era incrível, pois existiam 32 seleções dispostas a dar a vida para ser protagonista naquela partida, e eu seria uns dos privilegiados a assistir no Maracanã, após estar presente em jogos dos meus clubes de coração, amistoso da seleção Brasileira em Londres antes da Copa de 2010, Copa América na Argentina em 2011, finalmente chegara minha vez de estar ao vivo no jogo mais importante.

Coincidentemente, um grande amigo também conseguiu comprar o ingresso para a final, portanto entramos em contato com uma amiga em comum no Rio de Janeiro, moradora do bairro (acreditem!) Maracanã, apartamento localizado a menos de 15 minutos do estádio, e essa não cobrou nada de nós para nos hospedarmos em sua casa, ou seja, o custo de transporte e hospedagem ficaria muito abaixo do que havia programado (Graças a Deus).

Alemães estavam confiantes

Esse meu amigo, acabou indo no trágico jogo do Mineirão, entre Brasil e Alemanha e acabou por desistir de ir a final comigo, porém já com passagem comprada foi ao Rio de Janeiro e acabei intermediando a venda do ingresso dele a um outro colega pela bagatela de R$ 5 mil (exato, cinco mil Reais), já pra mim, via rede social, me foi oferecido de dois mil até R$ 10 mil, mas não existia valor que me tirasse daquele momento, mesmo já sabendo que nosso país não participaria da final, o sentimento duante todos os jogos anteriores até aquele dia 13 de julho foi de expectativa, pois sabia que, independente do que acontecesse antes, naquele jogo, naquela final todos os momentos entrariam pra história do futebol e minha.

Mesmo com muitos (muitos mesmo) argentinos em volta do estádio, planejando comprar, ou roubar um ingresso para entrar no Maracanã, consegui entrar tranquilamente pelo Portão B do Maracanã, clima maravilhoso, pessoas de diversos países, cantando e pulando , a maioria claro que de Argentinos e Brasileiros no estádio, porém a maioria dos torcedores, queria que a Alemanha se sagrasse campeã naquele Domingo.

A primeira coisa que fiz após entrar no estádio, foi garantir os copos de refrigenrante e cervejas, patrocinadores da Copa, pois os copos em versão especial da final seriam muito cobiçados (como foram em todos os outros jogos), entrei faltando umas duas horas pro jogo iniciar e pude andar por todo Maracanã conversando com outros torcedores de diversos países e a sensação de todos era a mesma naquele momento, A REALIZAÇÃO DE UM SONHO.

A Cerimônia de encerramento da Copa do Mundo foi muito divertida, porém a ansiedade para o início da partida era muito grande, Carlinhos Brown, Shakira, Ivete Sangalo, Santana e os outros artistas que participaram da cerimônia, pouco agitaram o público ao meu ver, pois nesse momento, haviam mais pessoas  nas lojas oficiais da Fifa no interior do estádio do que assistindo ao show de encerramento.

Quando as equipes entraram em campo, o estádio parou, muitos argentinos chorando de emoção e eu me sentindo muito feliz, e claro triste pelo fato da nossa seleção não ter chegado àquela partida. o jogo em si foi muito emocionante, aos primeiros minutos Iguain teve duas chances, uma delas cara a cara falha do Kross, que não conseguiu converter em gol, na sequencia, Higuain ainda conseguiu marcar, o explodiu, porém Impedido o gol foi bem anulado, Messi driblou Neuer e Boateng salvou, Alemanha acertou a trave na sequencia, aos 46 do primeiro tempo JOGAÇO. No segundo tempo o jogo foi muito emocionante, porém os times se fecharam muito, acredito que os dois com medo de levar um gol e o jogo terminou em tempo normal 0 a 0.

Comemoração no gol de Götze

Na prorrogação,permaneceram os dois times se defendendo demais, e o estádio inteiro aguardando a estrela de algum daqueles grandes jogadores brilhar, quando aos 06 minutos do primeiro tempo da prorrogação, Palacio perdeu um gol que seria lindo, e finalmente aos 07 do segundo tempo daquela sofrida prorrogação, Schurlle recebe passe de Kross, avança e cruza para Mario Gotze, sozinho, dominar no peito e emendar um lindo chute,l no lado do campo que eu estava, não consigo descrever esse momento com muitos detalhes, nunca vi festa igual, e choro igual, não me aguentei e também vim às lágrimas, imaginando que a aquele momento seria único, e provavelmente o gol mais importante da carreira daquele jogador, a partir dali, foi só festa, uns choravam de emoção outros de tristeza, imagens que nunca sairão da minha mente, mágico.

A premiação não demorou a começar, alguns torcedores Argentinos já tinham deixado o Maracanã quando o capitão Lahm da Alemanha levantou a Copa, a Taça da Copa, naquele momento ngm tinha se dado conta que a Copa das Copas estava por acabar e eu certo de que aquele momento era sim o momento mais importante do esporte que mais gosto e que a história estava sendo escrita ali, bem na minha frente de maneira emocionante e inesquecível.

Após tudo isso ainda continuei mais duas horas dentro do estádio, não queria sair, não queria acreditar que a Copa havia terminado, queria que tivesse um novo início e que tudo ocorresse da mesma maneira, porém sai junto com alguns últimos alemães aos gritos de "Super Deustchland".
Necessário afirmar mais uma vez, que pude estar no melhor que alguem que goste de futebol possa estar, todos os momentos e acontecimentos foram sensacionais.

Agradeço a Deus, pela oportunidade, agradeço ao meu pai, senhor Josué, que desde pequeno, na primeira vez que levou ao Ulrico Mursa e me ensinou que aquele esporte era mais que um entretenimento, que a gente podia ter paixão, amor e se emocionar, muito mais que um filme ou uma peça de teatro. Agradeço ao amigo Victor pelo convite, aos meus amigos Rafael João, Gustavo Afonso, Lucas Barros e Thiago Morelli, que comigo curtiram a copa em todos os momentos da melhor maneira possível.

Muito obrigado por tudo O curioso do Futebol! Nos vemos na Rússia em 2018!


* Jarlam Oliveira, 31 anos, é analista de importação, mora atualmente em Curitiba e torce para o Corinthians.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações