quarta-feira, 17 de junho de 2015

Rússia 1 x 1 Coréia do Sul - O carro quebrou e o Afinkeev falhou

Coréia do Sul abriu o placar em falha de Afinkeev

* por Guilherme Monteiro

Quando anunciaram que o Brasil ia ser a sede da Copa do Mundi, achei interessante que ia haver um evento desse tamanho aqui. Porém, assim como muitos, fiquei desconfiado se o Brasil teria mesmo a capacidade de sediar um evento deste tamanho. Ficou provado que a organização, no geral, foi aprovada.

Eu gostaria muito de assistir um jogo da Copa e aí tive muita sorte. Ganhei o ingresso do jogo Rússia e Coréia do Sul, que foi realizado no dia 17 de junho, de um amigo. Ele ia à partida com seu pai, que acabou desistindo. Para não perder a entrada, ele me chamou e , é claro, eu fui!

A viagem até o local da partida foi interessante. Moro em São Paulo e o jogo foi em Cuiabá. Planejamos ir no carro do meu amigo, mas ele quebrou na altura da cidade de São José do Rio Preto, no interior do Estado. Ficamos emergencialmente hospedados na casa dos pais de um conhecido nosso que moravam lá e concluímos a viagem de ônibus. Em uma das paradas, inclusive, cruzamos com um ônibus cheio de coreanos. Tudo isso durou cerca de um dia e meio, mas chegamos no destino final, que era a Arena Pantanal.

Após os apuros para chegar em Cuiabá, ir até o estádio ficou fácil demais. Localizamos nossos assentos e esperamos o jogo, que tecnicamente foi fraco, iniciar. Partida muito truncada, com poucas chances de gol e muita briga no meio de campo. Acho que como era estreia, os dois times estavam com medo da surpresa.

Coreanos em festa antes da partida

A Coréia do Sul abriu o placar numa falha grotesca do goleiro russo Akinfeev. Foi um chute fraco de fora da área em cima dele. O tão falado arqueiro tentou agarrar a bola e ela escorregou das mãos deles. Acredito que tenha sido o frango da Copa e um dos maiores da história do Mundial. A partir desse lance, a Rússia pressionou jogou os coreanos para a sua defesa, pressionou até empatar o jogo no final. Depois de 90 minutos, o placar foi 1 a 1.

O clima  de festa foi muito bom. Os russos estavam em muito maior número e eram muito simpáticos. Dentro do estádio, os torcedores locais pareciam torcer mais para a Rússia que para a Coreia do sul, por conta do número maior de russos. Tudo foi bem tranquilo.

Aproveitei esta confraternização e conversei com bastante gente. Todo mundo se misturava na Praça Popular, que no entorno havia muitos barzinhos, como se fosse a Vila Madalena aqui de São Paulo. Lá conheci um pessoal local que me indicou alguns bares.

Estádio estava em festa. Russos eram a maioria

Acabei me envolvendo em uma história muito interessante. Ao final do jogo, estávamos à procura de um bar, mas no entorno do estádio não havia nenhum e acabamos parando numa distribuidora de bebidas que o dono improvisou umas mesinhas de plástico. Só estavam eu, meu amigo e dois russos numa mesa ao lado. Na hora de pagar vimos que um deles falava português e paramos para conversar.

Os dois com importações entre Rússia e Brasil e na hora de nos despedir um deles se apresentou como Vladimir Prestes e meu amigo perguntou: “tem alguma relação com Luís Carlos Prestes (o famoso militar e político comunista do século passado)?” Ele respondeu que era seu neto e nos convidou a ficar na casa dele em Moscou, na Copa de 2018.

Havia muitos estrangeiros em Cuiabá, sendo a maioria sul-americanos. Disseram que dias antes, os chilenos tinham ‘tomado’ a cidade, já que jogaram contra a Austrália na Arena Pantanal.

A sensação é totalmente diferente de qualquer jogo por aqui. É tudo muito mais organizado e com várias atrações para criar um clima diferente. A Arena Pantanal é belíssima, além de pessoalmente me causar um contentamento de ver um jogo do maior campeonato de futebol do planeta. Porém, não tem a mesma euforia e tensão de um jogo decisivo do meu time do coração.


* Guilherme Monteiro Cardoso de Lucca, 24 anos, é estudante, mora em São Paulo e torce para o São Paulo FC.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações