domingo, 21 de junho de 2015

Nigéria 1 x 0 Bósnia - Nigéria dá passo importante para as oitavas em Cuiabá

Nigerianos comemoram o único gol da partida

* por Gustavo Elias Miguel

Quando confirmaram a Copa do Mundo no Brasil, logo pensei que seria minha grande chance de assistir ao evento. Ainda mais que sou um grande fã de futebol. No mês seguinte já fiz um plano de capitalização e planejei para assistir a vários jogos e fazer as viagens durante o evento.

Inscrevi-me no sorteio para adquirir os ingressos. Bósnia e Nigéria, em Cuiabá, era uma das poucas opções que estavam disponíveis. Me inscrevi e consegui as entradas. Assim já estaria realizando meu sonho de ver um jogo de Copa do Mundo. Também fui voluntário em alguns jogos, um outro exemplo de que realmente sou fanático pelo evento.

Bela festa do lado de fora do estádio

Fui com um grupo de amigos para Cuiabá. Mas antes, pegamos um avião até Brasília, onde assistimos ao jogo Colômbia e Costa do Marfim, e depois voamos até Cuiabá. Também aproveitamos para fazer turismo na região do Pantanal. Foi muito interessante!

Chegado o dia 21 de junho, fomos a caminho da Arena Pantanal e já conhecemos várias pessoas de diversas nacionalidades. É incrível como um jogo do Mundial movimenta muita gente de países que não têm nada haver com o jogo. Realmente o futebol é fascinante, acaba juntando todo mundo e virando uma grande festa.

A partida, na realidade, não teve nada de excepcional. O futebol praticado por ambas as equipes foi fraco. A Nigéria, na verdade, foi um pouco melhor e até mereceu o resultado, que aproximou a seleção africana das oitavas. Mas houve jogos bem melhores durante o mundial.

Equipes perfiladas antes do apito inicial

Porém, o plus do evento é a atmosfera e a interação das pessoas. E eu tenho algumas histórias. Quando estávamos esperando o voo de Brasília para Cuiabá, encontramos um grupo de bósnios que foram criados na Suécia, pois perderam os pais na guerra quando eram crianças. A conversa me marcou profundamente, pois aquelas pessoas tinham orgulho em falar da Bósnia mesmo com todo o sofrimento que passaram lá e estavam aqui para prestigiar sua nação. Algo marcante e emocionante.

Estar na Copa do Mundo é algo que desperta seu patriotismo além da bola. Assisti a abertura, só que três horas antes do jogo não tinha ingresso. Consegui comprar por uma rede social e correr para a Arena Corinthians. Pela Copa acabamos fazendo loucuras!


* Gustavo Elias Miguel (o último, da esquerda para a direita), 39 anos, é administrador de empresas, mora em São Paulo e torce para o Corinthians.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações