domingo, 21 de junho de 2015

Alemanha 2 x 2 Gana - Empate eletrizante em Fortaleza

Um dos melhores jogos de todo o torneio

* por Hugo Leite

Nos sorteios para os jogos da Copa, consegui quatro dos seis jogos que havia solicitado. Porém, não fui sorteado para o jogo deste artigo, Alemanha e Gana, em Fortaleza. Busquei em grupos na internet alguém que vendesse o ingresso para esse jogo no mesmo valor do site da Fifa. Consegui com uma pessoa e marquei o encontro em um shopping aqui na capital cearense para acertar a compra.

O curioso é que o ingresso da Categoria 3 foi quase o valor dos outros quatro ingressos que havia antes sido sorteado. Mas como eu tinha um bom pressentimento sobre a Alemanha na Copa, queria vê-los jogar, ainda mais sendo a Bundesliga, na minha preferencia, o melhor campeonato europeu para se assistir.

No dia 21 de junho, data da partida, fui de carro até um dos bolsões de estacionamento disponibilizados pela organização da Copa e, de lá, fui para o Castelão em um dos ônibus especiais da Copa. Ressalto a eficiência e organização na ida, porém na volta houve filas enormes, ônibus lotados e em intervalos irregulares. Tudo isso tornou a chegada em casa um pouco mais cansativa.

Estádio estava lotado

Cheguei no estádio, achei meu lugar e fiquei observando o movimento até o início do jogo. Esperava um rolo compressor da Alemanha para cima de Gana. Mas como Fortaleza não é a Baviera, o calor diminuiu o ritmo dos alemães. Gana apostou na correria, caindo em cima de Howedes, que jogava mais como um lateral pelo lado esquerdo, levando mais vantagem no físico do que na técnica.

Neuer teve muito trabalho em chutes de media e longa distância. Na segunda etapa, com o clima mais ameno do fim de tarde, Os dois times se lançaram mais ao ataque e Götze marcou o primeiro tento alemão. Gana não se acovardou e conseguiu virar a partida. A torcida brasileira, com o selo de Futebol Alternativo, apoiava, em sua maioria os ganeses.

Entrada das duas equipes em campo

Tentando buscar pelo menos um ponto, o técnico Joachim Low foi para o tudo ou nada e colocou o centroavante Klose em campo. Os brasileiros o vaiaram muito, pois ele poderia superar Ronaldo em número de gols em copas. Como Klose tem estrela, marcou o gol de empate dando números finais ao jogo.

Vale ressaltar que os alemães compareceram em bom número no estádio e eram facilmente eram identificados pelo visual e o excesso de cerveja que consomem antes, durante e depois da partida. Havia um pequeno número de ganeses, mas todos no setor oposto o qual fiquei.

A barreira da língua não me permitiu fazer amizades e nem conversar com os alemães que, ao fim do jogo, estavam completamente embriagados (risos). Porém, é perceptível que todos estavam alegres e fazendo parte da grande confraternização que é a Copa do Mundo. Ter a sensação de ver um jogo do Mundial é algo indescritível. A Copa deixou saudades.


 * Hugo de Brito Leite, 23 anos, é estudante, mora em Fortaleza e torce para o Tricolor de Aço, o Fortaleza EC.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações