sexta-feira, 17 de abril de 2015

Campo da Avenida Ana Costa: o pioneiro para a prática do futebol

Campo da Ana Costa em foto
tirada em cima do Monte Serrat

Muitos que passam hoje pela Avenida Ana Costa, uma das principais vias de Santos, no meio dos grandes prédios, mal sabem que um lote no início da via, exatamente no número 74, onde atualmente se encontra a Paróquia Imaculado Coração de Maria, foi palco de vários capítulos importantíssimo para a história do futebol na cidade. Era neste local onde ficava o saudoso Campo da Avenida Ana Costa, o pioneiro para a prática do esporte na região.

Os primeiros jogos de futebol em Santos foram realizados na Praia do Boqueirão, entre 1902 e 1903. O Clube Atlético Internacional, primeira agremiação da cidade fundada para a prática do esporte bretão, disputou alguns jogos no campo de areia da praia, de 100 x 70 metros, com traves de bambu, contra combinados paulistanos. Entre os atletas adversários, Charles Miller, o precursor do futebol brasileiro.

Porém, vendo a necessidade de se ter uma praça exclusiva para o futebol, com gramado, os membros do Internacional acharam um lote na Avenida Ana Costa, no bairro da Vila Mathias, que estava em fase de urbanização, e montaram o seu campo para a prática desportiva. Para a inauguração, em 28 de junho de 1903, o Sport Club Germânia (atual Pinheiros) desceu a serra para derrotar o Internacional por 3 a 0.

Time do Internacional no Campo

Para desenvolver o futebol na cidade, o Internacional fez diversos amistosos contra equipes da capital paulista em seu campo. Só para se ter uma ideia, nove dias depois da inauguração, o time da casa foi derrotado por 1 a 0 pelo Paulistano.

A partir deste momento, outras equipes começaram a surgir na cidade e o embate entre elas tornou-se comum, invariavelmente sempre no Campo da Ana Costa, já que era o único a contar com arquibancadas, apesar de pequenas. Foi desta época que surgiu, também, a primeira rivalidade do futebol santista: Internacional x Americano.

Esta rivalidade tornou-se tão acirrada que, em 1906, os dois clubes pleitearam uma vaga no Campeonato Estadual, organizado pela Liga Paulista de Futebol (LPF). As duas equipes se enfrentaram, no Campo da Ana Costa, com vitória do Internacional por 2 a 0. Porém, a vaga não veio, já que uma derrota para a AA das Palmeiras no Velódromo paulistano, por 4 a 0 tirou as chances do Internacional disputar o Campeonato Paulista daquele ano.

Equipes do Campeonato Santista reunidas no
Campo da Ana Costa na abertura da competição

Em 1907, com a saída da AA Mackenzie C e da AA Palmeiras, duas vagas são abertas no Campeonato da Liga, e o Internacional e o Americano são convidados a participar da competição. Porém, todos os jogos foram realizados na Capital Paulista, inclusive o derby entre Internacional e Americano, que terminou empatado.

Para 1908 houve duas novidades. A primeira, o Americano resolveu mudar sua sede para São Paulo. A segunda, uma conquista para os apreciadores santistas de futebol. O Internacional, enfim, pôde mandar seus jogos no Campo da Ana Costa. Porém, a estreia não foi feliz, em 12 de julho. Uma acachapante derrota de 5 a 0 para o seu xará paulistano.

Dois dias depois, um jogo movimentaria a cidade de Santos. Um combinado argentino viria a Santos enfrentar um selecionável local. O Campo da Avenida Ana Costa ficou lotado e os torcedores puderam ver a sonora goleada dos argentinos por 6 a 1.

Em 18 de outubro, o Internacional faria seu último jogo pelo Campeonato Paulista, perdendo de 1 a 0 para o Germânia no Campo da Ana Costa. Em grave crise financeira, o clube santista desistiu do campeonato daquele ano sem um único ponto ganho.

Óleo de 1910 da região onde ficava o campo

Com o surgimento de novas equipes na cidade, o Campo da Ana Costa passava a ser mais utilizado. Entre esses clubes, destacava-se o Santos Athletic Club, conhecido como Clube dos Ingleses. Já o Internacional continuava a colecionar derrotas e acabou extinto em 1910.

O fim do Internacional não acabou com a história do Campo da Ana Costa. E, dois anos depois, viu nascer aquele que se tornaria a maior agremiação de futebol da história da cidade. Em 15 de setembro de 1912, o Santos FC faria seu primeiro jogo oficial, contra o Santos Athletic, com vitória para o então time azul e dourado, que se tornaria alvinegro pouco tempo depois, por 3 a 2.

Santos FC em 1912

Para o ano seguinte, o Santos resolveu disputar o Campeonato Paulista, mas a LPF não liberou jogos na cidade. Com as dificuldades financeiras devido às viagens, o Santos desistiu no meio da competição. Porém, jogando no Campo da Ana Costa, o Santos conquistou o Campeonato Citadino, o primeiro de sua extensa coleção.

Neste mesmo ano, o Campo da Ana Costa via surgir outra equipe que chegou a disputar o certame estadual, o Atlético Santista, que perdeu para o Santos por 6 a 3 em jogo válido pelo Municipal.

Diretores e atletas do Atlético Santista em uma
das últimas partidas do Campo da Ana Costa

Em seu último ano de existência, o Campo da Ana Costa já não era quase mais utilizado. O campo na Avenida Conselheiro Nébias é que viu mais um título do Santos. Jogando como União, uma exigência da Associação Paulista de Esportes Amadores para aceitar o clube no Paulistão do ano seguinte, o alvinegro foi campeão citadino.

Para voltar a disputar o certame estadual, o Santos começou a construir, em um terreno cedido pela Santa Casa de Santos, na Vila Belmiro, um campo mais moderno, para mandar seus jogos em casa. Além disso, a cidade começava a crescer e a diocese de Santos precisava de um local para erguer mais uma igreja. O Campo da Ana Costa foi o escolhido. A bela construção, que chama a atenção de quem passa pelo local, principalmente em épocas natalinas, guarda uma boa parte da bela história de uma das cidades mais importantes para o futebol brasileiro.

Igreja Imaculado Coração de Maria

Como informação, Santos conta atualmente com quatro estádios para prática do futebol: Urbano Caldeira, conhecido também como Vila Belmiro (Santos FC), Ulrico Mursa (Portuguesa Santista), Espanha (Jabaquara) e o Municipal Pagão, pequeno estádio que fica no Horto Municipal.
←  Anterior Proxima  → Inicio

Um comentário:

  1. Eu não manjava esse estádio no Horto!!!
    Estevan Azevedo

    ResponderExcluir

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações